Curiosidades » Personagem

Por trás da saúde pública: Os feitos de Oswaldo Cruz, o médico da vacina

Entusiasta da microbiologia, o brilhante sanitarista diagnosticou doenças e controlou diversas epidemias que assolavam o Brasil

Redação Publicado em 05/09/2021, às 09h00

Fotografia de Oswaldo Cruz
Fotografia de Oswaldo Cruz - Domínio Público/ Creative Commons/ Wikimedia Commons

Oswaldo Cruz não foi apenas um médico e sanitarista brilhante. O fundador da saúde pública no Brasil era um entusiasta das artes e da escrita, e chegou a ser membro da Academia Brasileira de Letras. No Rio de Janeiro do início do século, era comum encontrá-lo nas estreias teatrais, nos saraus e em outras manifestações culturais.

Mas sua maior paixão eram os micróbios, que ele conheceu enquanto cursava a Faculdade de Medicina, no Rio de Janeiro. Logo após se casar com sua namorada de infância, Emília, com quem teve seis filhos, Oswaldo fez as malas e se mudou para Paris, para estudar microbiologia no prestigiado Instituto Louis Pasteur. Estava aberto o caminho para uma carreira que até poucos anos antes ninguém poderia imaginar.

Afinal, Oswaldo saíra de uma pequena cidade do interior de São Paulo, São Luís do Paraitinga, onde nasceu em 5 de agosto de 1872, esperando ganhar seu sustento ao se mudar para a capital. Mal sabia ele que ao colocar novamente os pés no Brasil seria chamado para uma importante missão: diagnosticar a misteriosa doença que, em 1899, atingiu a cidade de Santos.

Oswaldo Cruz em pausa do trabalho / Crédito: Domínio Público

 

Junto com outros dois médicos, Adolfo Lutz e Vital Brasil, integrou a comissão que identificou a peste bubônica, transmitida por ratos, como a causadora das estranhas mortes. Daí para o reconhecimento nacional foi um passo. Quando o barão de Pedro Afonso resolveu criar o Instituto Soroterápico do Rio de Janeiro, a direção pediu uma indicação ao Instituto Pasteur, que prontamente deu o nome de Oswaldo Cruz.

Poucos anos depois, ao ser convocado pelo prefeito Pereira Passos para erradicar as epidemias na capital, em 1903, o sanitarista se tornaria um dos personagens mais importantes do último século, simplesmente o criador da saúde pública brasileira. Oswaldo Cruz reorganizou todo o serviço de saúde no Rio de Janeiro.

Ele estabeleceu a conjugação de esforços, pela primeira vez, entre os serviços de higiene municipais e federais, unificando a saúde no Brasil”, disse o sociólogo Nilson do Rosário Costa.

Depois de vencer as epidemias de febre amarela e varíola na capital, foi convocado para combater as sucessivas epidemias de malária na Amazônia entre 1912 e 1915, quando a extração da borracha atraiu milhares de brasileiros para a região. Lá, lançou uma ampla campanha de controle sanitário, que acabou não dando os efeitos desejados. Infelizmente, fracassou em sua última grande cruzada a favor da saúde pública.


+ Saiba mais sobre essa figura pelas obras abaixo:

Oswaldo Cruz: a construção de um mito na ciência brasileira, de Nara Britto (1995) - https://amzn.to/38jlhN8

Oswaldo Cruz E Carlos Chagas. O Nascimento Da Ciência No Brasil, de Moacyr Scliar (2007) - https://amzn.to/2UHCtrC

A Revolta da Vacina, de Nicolau Sevcenko (2018) - https://amzn.to/2vrcXwo

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3b6Kk7du