Curiosidades » Personagem

Pecado capital: quando Casanova seduziu e engravidou uma freira de 14 anos

O famoso escritor também se envolveu em inúmeros relacionamentos polêmicos ao longo de sua vida

Daniela Bazi Publicado em 19/03/2020, às 08h00

Retratos de Caterina Capretta e Giacomo Casanova
Retratos de Caterina Capretta e Giacomo Casanova - Wikimedia Commons

O escritor e aventureiro italiano Giacomo Casanova é reconhecido até os dias atuais por seus polêmicos e intrigantes casos amorosos com diversas mulheres no século 18. Quando ainda era jovem, aos 17 anos, pensava em ter um futuro completamente diferente do que acabou realmente tendo, e estudava para poder ingressar na igreja

Na mesma época, acabou se envolvendo com duas irmãs, chamadas Nanetta e Marta Savorgnan, perdeu sua virgindade com ambas. Desde então, passou a ter cada vez mais casos com diferentes mulheres, sem se importar com suas origens ou idade, e sempre se envolvendo em problemas causados por seus relacionamentos.

Nanetta e Marta Savorgnan / Crédito: Wikimedia Commons

 

Durante os anos de 1750 e 1752, estava em Paris para aprender francês e frequentemente gerava brigas. Na época, teve um rápido caso com a filha de madame Quinson, sua senhoria, chamada Mimi. Giacomo engravidou-a, e sua mãe entrou com uma ação contra o jovem, que acabou sendo rejeitada pelo tribunal. 

A sedução às freiras

Entre um dos mais controversos casos está a relação que teve com freira Caterina Capretta, em 1753. Na ocasião, Casanova tinha 27 anos e engravidou a religiosa, de apenas 14. Apesar de nunca ter se casado, o escritor acumulou diversos filhos em seus relacionamentos por toda Europa. 

O pai da jovem a enviou para um convento veneziano, mas não foi o suficiente para que o casal se mantivesse distante. Durante as visitas de Giacomo ao local em que se encontrava sua amada, acabou despertando a atenção em uma outra freira, chamada Marina Morosini que, na época, já estava envolvida romanticamente com o diplomata francês de Veneza, Abbé Joachim de Bernis. 

A mulher ficou profundamente encantada pelo escritor e passou a lhe enviar cartas de amor, que foram o principal motivo para o início da relação entre ambos. Em um de seus encontros, acabaram fazendo, sem querer, um pequeno show particular para Abbé que acompanhou os dois fazendo sexo de uma sala secreta. Além disso, Caterina e Marina também costumavam se relacionar escondido dentro do convento.

Pai de seu próprio neto

Em 1761, durante sua visita a cidade de Nápoles, quase se envolveu com uma mulher chamada Leonilda. Entretanto, decidiu por não cometer o ato ao descobrir que ela era, na realidade, sua filha, fruto do relacionamento em que teve com Lucrezia Castelli. 

Porém, anos depois, após fazer uma visita, percebeu que mulher estava triste por seu marido não conseguir lhe dar um filho. Em seus escritos, revelou que, junto de sua ex, acabaram elaborando um plano de que ele mesmo engravidaria sua filha para realizar seu desejo de se tornar mãe. A ideia realmente deu certo, e Casanova se tornou o pai/avô do filho/irmão de Leonilda.

Leonilda e seu filho / Crédito: Wikimedia Commons

 

Cesarino, um de seus outros filhos, também acabou sendo concebido de uma forma inusitada. Giacomo e sua mãe, a jovem atriz Bellino — referida em suas escrituras como Teresa Lanti — teriam se conhecido enquanto a mesma estava fantasiada de homem para conseguir um papel que não estava disponível para mulheres, quando o escritor se apaixonou e eles começaram a se envolver, gerando uma criança pouco tempo depois. 

No ano de 1763, ao chegar em Londres, passou a se sentir muito sozinho e com a necessidade de uma companhia feminina. Foi então que decidiu publicar um anúncio de que estaria a procura de jovens mulheres, que estivessem dispostas a alugar o apartamento em que estava morando para que pudessem o dividir.

Casanova alegou que queria uma pessoa que "satisfizesse meus desejos naturais [...] que eu desejasse alguém que pudesse amar". A divulgação de sua proposta causou um grande alvoroço na população britânica conservadora da época, mas deu certo e teve um resultado positivo. Uma mulher chamada Pauline concordou com a publicação e eles passaram a viver juntos, iniciando também uma nova relação, onde tinham o hábito de jantar e caminhar juntos.


+Saiba mais sobre Giacomo Casanova com as obras abaixo:

História da Minha Fuga das Prisões de Veneza, Giacomo Casanova (2012) - https://amzn.to/2Wrhr1k

Giacomo Casanova: A Life From Beginning to End (English Edition), Hourly History - https://amzn.to/3dcyV7u

History of My Life, Giacomo Casanova (2006) - https://amzn.to/3dgnSuj

The Memoirs of Casanova (Illustrated Edition): The Incredible Life of Giacomo Casanova – Lover, Spy, Actor, Clergymen, Officer & Brilliant Con Artist (eBook) (2017) - https://amzn.to/3daH24B

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3b6Kk7du