Curiosidades » Naufrágio

Perdidos no oceano: o trágico destino dos cadáveres do Titanic

Saiba o que aconteceu com o restos mortais das vítimas de um dos naufrágios mais conhecidos da História

Victória Gearini Publicado em 16/07/2020, às 07h00 - Atualizado às 08h51

Destroços no fundo do mar do Titanic
Destroços no fundo do mar do Titanic - Getty Images

Todo mundo já ouviu falar no Titanic, o navio que naufragou nas profundezas geladas do Atlântico Norte, durante a longa madrugada do dia 15 de abril de 1912. O episódio foi amplamente divulgado pela mídia e foi tema de diversas produções literárias e cinematográficas. No entanto, o que poucas pessoas sabem é sobre o paradeiro dos corpos das vítimas deste acidente marítimo que escandalizou a História

Destino dos corpos encontrados

Considerado um dos naufrágios mais conhecidos do século 20, o fatídico episódio deixou mais de 1.500 mortos. Cerca de uma semana após o ocorrido, a embarcação Mackay-Bennett dirigiu-se até o local do acidente, a fim de, procurar por sobreviventes e recuperar os corpos das vítimas que morreram afogadas. 

Cena do filme Titanic (1997) / Crédito: Divulgação / Paramount Pictures

 

Durante as buscas, o resgate encontrou apenas 333 corpos, sendo que a metade deles foram envolvidos numa lona com pesos de ferro e atirados novamente no mar. Em decorrência do estado avançado de decomposição, que os deixaram irreconhecíveis, a equipe achou melhor devolvê-los à água. Já as demais vítimas foram enterradas na província de Nova Escócia, no Canadá. 

Os cadáveres perdidos 

Não se sabe ao certo o que realmente pode ter acontecido com os cadáveres do Titanic, mas acredita-se que aproximadamente 1.200 corpos estejam perdidos até hoje. Estima-se que boa parte tenham afundado até as profundezas do Atlântico Norte, onde as correntes marítimas e algumas espécies de animais tenham contribuído para acelerar o processo de decomposição.

Suposto Icerbeg responsável pelo naufrágio do Titanic, em imagem tirada pelo capitão De Carteret / Crédito: Divulgação / US Department of Homeland Security 

 

Acredita-se, ainda, que alguns corpos não tenham sido direcionados para o fundo do mar, portanto, teriam flutuado na superfície por alguns dias, até que se desintegraram naturalmente em decorrência do clima e da fauna da região. 

No ano de 1985, os destroços do navio colossal foram encontrados numa profundidade de 4 km abaixo da superfície marítima. Na época, mergulhadores desceram até o local, onde fizeram uma busca minuciosa, mas não encontraram nenhum cadáver humano. Tal fato contribuiu para confirmar a teoria que os corpos se perderam no imenso oceano.


+Saiba mais sobre o Titanic por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Titanic: a história completa, de Philippe Masson (2011) - https://amzn.to/3bw1ZFM

Titanic. A Verdadeira e Trágica História e os Atos de Heroísmo de Seus Passageiros, de Rupert Matthews (2014) - https://amzn.to/2VMYOmI

Monte o Titanic 3D, de Eni Carmo de Oliveira Rodrigues, Valentina Manuzzato e Valentina Facci (2018) - https://amzn.to/2RXTdJ6

Titanic: Voices from the Disaster (Edição Inglês), de Deborah Hopkinson (2012) - https://amzn.to/3cFxtcY

Príncipe de Astúrias. O Titanic Brasileiro, de Isabel Vieira (2014) - https://amzn.to/2xIcEie

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W