Curiosidades » Civilizações

Perto dos deuses: conheça os impressionantes zigurates da Babilônia

Com o objetivo de aproximar os babilônicos dos deuses, o zigurate era a construção que mais simbolizava a antiga civilização

Redação Publicado em 13/09/2020, às 09h00

Representação de um antigo zigurate
Representação de um antigo zigurate - Divulgação

Uma grande marca do reinado de Nabucodonosor II foram os vários zigurates que ele mandou erigir. Zigurate é uma espécie de templo em forma de pirâmide com vários andares. O mais famoso de todos é um da época do rei, o Etemenanki, que serviu de inspiração para a Torre de Babel bíblica. A estrutura original havia sido construída por Hammurabi, mas foi restaurada por Nabucodonosor.

Se, para os babilônicos, a cidade era o lugar onde moravam os deuses, os zigurates eram a residência deles. Os deuses babilônicos, por sinal, foram criados à imagem e semelhança dos homens. "Eles tinham a mesma aparência, qualidades e defeitos, eram movidos a paixão e ódio como os humanos", diz Kátia Pozzer. "Toda a vida na Terra era comandada pela vontade dos residentes dos céus e dos infernos." 

Ilustração mostra os Jardins Suspensos da Babilônia / Crédito: Divulgação

 

A palavra "Zigurate" vem do acádico ziqqurratu, que significa "construção de prédio alto". O mais famoso de todos foi levantado na Babilônia e dedicado ao deus Marduk, o Etemanki, cuja tradução literal é "a casa da fundação do céu e da terra." Foi ele quem deu origem ao mito escrito na Bíblia sobre a Torre de Babel.

Para os babilônicos, os templos tinham de ser altos porque a maior parte das divindades morava no céu. Assim, oz zigurates facilitariam a descida deles à terra, para assim, ajudarem os homens a sofrer menos.

Os detalhes 

Além da função religiosa, ele também tinha missão científica. Os escribas observavam o que viam em tabletes de argila. Sabe-se que os babilônicos conheciam Saturno, Júpiter, Marte, Vênus, Mercúrio, o Sol e a Lua. 

Além disso, o templo era feito em forma de pirâmide escalonada, com bancos em cada andar. Era quadrado, com 91 m de cada lado (as fundações existem até hoje). Seu interior era marcado por tijolos secos ao sol. As paredes externas, erguidas com tijolos cozidos de 15cm de espessura.

Pensando nisso, acredita-se que o zigurate teria oito andares e 90 m de altura, equivalente a um prédio de 30 andares. Teriam sido necessários 36 milhões de tijolos e 3 mil homens trabalhando durante dois anos para sua construção.