Curiosidades » Personagem

Planejado com 12 anos de antecedência: os preparativos para o funeral de Churchill

Churchill, ex-primeiro-ministro britânico, foi uma das figuras mais importantes da história do Reino Unido

Giovanna Gomes Publicado em 21/01/2021, às 17h33 - Atualizado às 20h38

Winston Churchill
Winston Churchill - Getty Images

Winston Churchill, primeiro-ministro da Grã-Bretanha durante a Segunda Guerra Mundial, foi certamente uma das figuras mais importantes da história do Reino Unido.  Ele faleceu aos 90 anos no dia 24 de janeiro de 1965, mas seu legado jamais foi esquecido.

Como era um político respeitado, seu funeral, que começou a ser organizado com doze anos de antecedência, foi um evento de imensas proporções. Nele, estiveram presentes representantes de mais de 100 países ao redor do mundo.

Além disso, estima-se que mais de um milhão de pessoas tenham participado do cortejo e que cerca de 350 milhões tenham assistido a cerimônia pela televisão.

Planejamento

Por mais que Churchill tenha morrido em 1965, foi em 1953, 12 anos antes, que seu funeral começou a ser planejado. Naquele ano, o político sofreu um derrame, o que fez com que pessoas próximas a ele começassem a pensar em uma forma de homenageá-lo quando chegasse a hora de sua morte.

Assim, políticos, membros da família real e, até mesmo o próprio Churchill, passaram a planejar a cerimônia. Contudo, os planos tiveram de ser modificados por diversas vezes, já que, conforme declarou Lord Mountbatten, Churchill “continuava vivendo e os carregadores continuavam morrendo”.

O túmulo de Churchill / Crédito: Getty Images

 

Além disso, Churchill realizou alguns pedidos estranhos que tiveram de ser alterados. Ele queria, por exemplo, ser enterrado em seu gramado de croquet localizado em Chartwell. Contudo, como se tratava de um funeral de Estado, a comissão preferiu que ele fosse enterrado em Bladon, perto do Palácio de Blenheim. 

Em março de 1958, foram criados os protocolos que deveriam ser seguidos assim que ocorresse a morte do ex-primeiro-ministro. Assim em 1963, tudo já estava pronto para homenagear Churchill.

O cortejo

Os preparativos do evento ficaram sob responsabilidade do duque de Norfolk, Bernard Fitzalan-Howard. Mais de 1.000 pessoas, entre integrantes dos diferentes ramos militares e autoridades locais, desenvolveram funções durante o cortejo. Todas as ações durante o evento foram cuidadosamente cronometradas.

Por exemplo, havia instruções sobre como a música deveria ser seguida por flautistas, que deveriam desaparecer depois de dois minutos e 45 segundos. Também fora planejado uma salva de tiros (forma de homenagem) ao político, que duraria dois minutos. 

Winston Churchill / Crédito: Getty Images

 

A procissão passou pela Igreja de Santa Margarida, onde Churchill se casou com sua esposa Clementine Hozier no ano de 1908, pelas Casas do Parlamento, entre outras  localidades que foram importantes ao longo na vida do ex-primeiro-ministro. 


+ Saiba mais sobre Winston Churchill através de grandes obras disponíveis na Amazon:

Box memórias da Segunda Guerra Mundial, Winston Churchill (2019) - https://amzn.to/2Qjb4tV

Churchill: Uma vida vol. I, Martin Gilbert (2016) - https://amzn.to/2QnjQXN

Winston Churchill: uma vida: Volume II, Martin Gilbert (e-book) - https://amzn.to/356eODl

O Caráter e a Grandeza de Winston Churchill, Smanfh Sthefen (2010) - https://amzn.to/2Ql4Mds

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W