Curiosidades » Religião

Por que 666 é o número da Besta?

O número é famoso na cultura popular e sempre esteve relacionado ao diabo, mas você sabe de onde veio toda essa história?

Caio Tortamano Publicado em 19/12/2019, às 08h00

Cena do filme Legend, de 1985
Cena do filme Legend, de 1985 - Divulgação

Considerar 666 como o número da besta tem raízes bíblicas. No livro Apocalipse, último da Bíblia, existe um versículo com a seguinte passagem: “Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta, pois é número de homem. Seu número é seiscentos e sessenta e seis.”

Mas o que isso poderia querer dizer, afinal? Ao dizer que 666 é o “número de homem”, é possível compreender que o autor do Apocalipse (ainda não existe consenso de quem seja) estava se referindo a uma pessoa quando utilizou a numeração.

Na Antiguidade, era comum utilizar números correspondentes ao alfabeto grego e hebraico para disfarçar nomes. Dessa forma, para esconder o nome do imperador Nero César, a soma de suas letras daria o número 666.

Se você escrever o nome do imperador no alfabeto hebraico, com um número representando cada letra, a equação ficaria: 200+60+100+50+6+200+50= 666.

A perseguição de Nero pelos cristãos em Roma provavelmente fez com que essa figura fosse demonizada pelos seguidores de Cristo à época em que foi escrita a passagem. Essa situação levou os católicos da época a se referirem ao imperador como “besta”.

O político chegou a culpar os cristãos pelo grande incêndio de Roma, ocorrido em 64. Com isso, Nero intensificou ainda mais as hostilidades sofridas pela vertente no império, e as execuções de cristãos aconteceram com frequência.

Cristãos sendo usados como tochas humanas, na perseguição sob Nero / Crédito: Wikimedia Commons

 

O número também recebe outra conotação curiosa, diversos trechos na Bíblia relatam o número 6 representando algo incompleto, imperfeito. O número 7, por sua vez, é símbolo de algo completo, assim como Deus fez o mundo em sete dias, e que deveríamos perdoar setenta e sete vezes.

Dito isso, o fato do número 6 aparecer três vezes seguidas só poderia representar algo muito avesso à Deus, o próprio anticristo ou, no caso, anti-cristãos.


Para ler mais sobre o assunto veja:

Os Martires Do Coliseu, A. J. O'Reilly (2005)

link: https://amzn.to/2EuX1dB

Nero, David Shotter (2008)

link: https://amzn.to/2EymWkO

Como A Igreja Católica Construiu A Civilização Ocidental, Thomas E. Woods Jr (2008)

link: https://amzn.to/34CuoFU

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.