Curiosidades » Estados Unidos

Quem são os presidentes americanos esculpidos no Monte Rushmore?

Em meio a protestos da futura visita de Donald Trump ao local, a história oculta dos rostos esculpidos no monumento vem à tona

Caio Tortamano Publicado em 25/06/2020, às 16h00

Da esquerda para direita: George Washington, Thomas Jefferson, Theodore Roosevelt e Abraham Lincoln
Da esquerda para direita: George Washington, Thomas Jefferson, Theodore Roosevelt e Abraham Lincoln - Wikimedia Commons

Conforme divulgado pelo UOL hoje, 25, em meio a preparativos para as comemorações de 4 de julho nos Estados Unidos — feriado que marca a independência do país —, o presidente americano Donald Trump afirmou que irá iniciar seus eventos oficiais no Monte Rushmore.

Com isso, o republicano foi amplamente criticado pelas comunidades indígenas do país, especialmente daquelas que viviam no local da montanha antes de sua colonização. O presidente de uma organização ativista pelos direitos dos nativos americanos, Nick Tilsen, afirmou que o “monte Rushmore é um símbolo da supremacia branca”.

A visita de Trump já está sendo alvo de manifestações programadas para o dia 3 de julho, em meio a protestos contra desigualdade racial no país e corridas eleitorais tanto pelo atual presidente como seu concorrente democrata, Joe Biden.

O monumento histórico gera muita controvérsia, especialmente por conta das figuras históricas que representa. A partir da esquerda, as faces escupidas no monte de Dakota do Sul são George Washington, Thomas Jefferson, Theodore Roosevelt e Abraham Lincoln. 

Monte Rushmore / Crédito: Divulgação/Pixabay

 

Além de simbolizarem os primeiros 150 anos da história americana, os presidentes representam, respectivamente, a fundação, a democracia, a liderança em negócios internacionais e a igualdade.

A história do monte Rushmore começou em 1923, quando o historiador Doane Robinson teve a idéia de construir uma escultura gigantesca com os heróis do oeste para atrair mais turistas ao parque Black Hills, em Dakota. O projeto foi aprovado pelo Congresso e as obras começaram em 1927. A primeira face esculpida foi a de Washington, seguida pelas de Jefferson, Lincoln e Roosevelt.

Rushmore é conhecido como o santuário da democracia, mas todos esses personagens têm passados contraditórios. A começar pela escolha dos presidentes ter sido feita pelo escultor Gutzon Borglum, que teria feito parte da Ku Klux Klan, de acordo com o historiador Tom Griffith, que desenvolve pesquisas sobre a construção do monumento.

Thomas Jefferson e George Washington eram donos de escravos, enquanto Abraham Lincoln — mesmo tendo abolido a escravidão — permitiu o enforcamento de 38 deles após um conflito com colonos brancos.

Já Roosevelt teve um passado sombrio com nativos americanos, tanto que ele teria supostamente dito que: "Eu não chego ao ponto de pensar que os únicos índios bons são os índios mortos, mas acredito que nove em cada dez são.".


+Saiba mais sobre Donald J. Trump por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

A arte da negociação, de Donald J. Trump (2017) - https://amzn.to/2ZdoSup

Nós Queremos que Você Fique Rico, de Donald J. Trump e Robert T. Kiyosaki (2017) - https://amzn.to/2TddTNW

Grande outra vez: Como recuperar a América debilitada, de Donald J. Trump (2017) - https://amzn.to/3g174sz

Todo mundo odeia um vencedor: Aprenda como chegar ao topo e permanecer lá, de Donald J. Trump (2019) - https://amzn.to/2ABnx6l

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W