Curiosidades » Personagem

Rainha da cocaína: a desgraça e os horrores de Griselda Blanco

Após a queda, a vida da mulher deu uma volta curiosa — mas um final previsível

Caio Tortamano Publicado em 21/08/2020, às 09h00

Griselda Blanco, a maior traficante da história
Griselda Blanco, a maior traficante da história - Divulgação

Griselda Blanco foi uma colombiana que teve uma série de apelidos, nenhum muito nobre: Viúva Negra, Madrinha da Cocaína e até mesmo Rainha do Narcotráfico. Independente do que for usado, todos fazem alusão a sua vida dedicada ao comércio ilegal de drogas, principalmente cocaína — um pouco antes de Pablo Escobar.

Foi Blanco que, durante a vida adulta desenvolveu as melhores rotas do tráfico da Colômbia ao principal mercado do pó, os Estados Unidos. A mulher, que chegou até a morar em Nova York por um tempo, faturava 80 milhões de dólares por mês no auge de seu negócio.

O aparente fim

Ela não chegou ao topo por acaso, e também não era conhecida por ser misericordiosa. As as ações do seu cartel eram implacáveis, estando envolvida na morte de mais de mil pessoas — tendo sido por suas próprias mãos ou por capangas. A violência fez a polícia (americana e colombiana) fazer uma verdadeira caçada por ela.

Essa busca teve fim em 1985, quando Griselda foi encontrada na Califórnia e presa sem  chance de fiança, sendo condenada a mais de 50 anos de prisão nos Estados Unidos, por envolvimento em narcotráfico e somente três assassinatos. As condenações por homicídio só aconteceram depois que o Ministério Público de Miami conseguiu evidências que fosse capaz de atestar o envolvimento dela em três casos de acerto de contas.

Griselda Blanco em mugshot / Crédito: Wikimedia Commons

 

Porém, justamente essas acusações foram colocadas em cheque depois de um escândalo sexual por telefone, que envolvia a principal testemunha contra Blanco e secretárias mulheres do gabinete do procurador do estado da Califórnia. Isso minou as possibilidades da criminosa ficar 50 anos em cárcere.

Em atividade

Mesmo dentro da prisão, Griselda tinha o contato e experiência suficientes para conseguir administrar seus negócios, especialmente com a ajuda de seu filho, Michael Corleone Blanco — nome do filho do lendário personagem Vito Corleone, chefe da máfia interpretado por Marlon Brando no clássico O Poderoso Chefão.

Isso porque a infância de Michael foi extremamente solitária, já que seu pai e irmãos mais velhos tinham todos mortos diante do cenário de violência em que se encontravam. Quando cresceu, pôde ajudar o império da mãe.

A desgraça

Apesar de ter sido sentenciada a 50 anos, Griselda viveu somente 20 encarcerada, tendo sido solta em 2004. Imediatamente após sair da prisão, foi deportada para Medellín, onde tentou viver uma vida minimamente normal, sem grandes preocupações. Muito dessa nova fase de sua vida envolvendo até mesmo a igreja. De acordo com Michael, sua mãe se converteu e tornou-se crente praticante da Igreja Evangélica.

Por mais que tenha tentado se livrar do passado, a fama que alcançou diante de seus crimes a perseguiram até o final de sua vida — literalmente. A mulher até conseguiu viver uma vida mais tranquila em Medellín, sua casa desde os três anos de idade.

Tudo isso acabou em setembro de 2012. Depois de ter feito compras em um açougue, Blanco saia do local quando foi abordada por um homem de meia idade. Ele tinha acabado de descer da garupa de uma motocicleta, que o aguardava ainda ligada do lado de fora do estabelecimento.

Assim que entrou, o homem sacou sua arma, resultando em dois tiros, um acertando a cabeça e o outro o ombro de Blanco, que caiu sem nem ter esboçado reação — afinal, já deveria prever o que aconteceria.

"É uma surpresa que não tenha sido assassinada antes, pois fez muitos inimigos", afirmou Nelson Andreu, ex-detetive do departamento de homicídios de Miami, durante entrevista ao Miami Herald. "Quando se mata tanta gente, como ela fez, é questão de tempo até que alguém te encontre e acerte as contas."


+Saiba mais sobre o tema através das obras abaixo disponíveis na Amazon:

Sra. Escobar: Minha vida com Pablo, Victoria Eugenia Henao (2019) - https://amzn.to/3dlc75A

Minha Vida com Pablo Escobar, Jhon Jairo Velásquez e Maritza Neila Wills Fontecha (2017) - https://amzn.to/2tgBgvK

Pablo Escobar: meu pai, Juan Pablo Escobar (2015) - https://amzn.to/2QeEaKk

Pablo Escobar: O Narcotraficante: A história por trás do homem que matou mais de 5 mil pessoas (Mentes Criminosas Livro 1)- https://amzn.to/36bejsA

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W