Curiosidades » Noruega

Revelação insólita: O pacote lacrado em 1912 que deveria ser aberto somente em 2012

No início do século 20, o prefeito de uma pequena cidade da Noruega lacrou uma embalagem; seu conteúdo só foi descoberto após 100 anos

Alana Sousa Publicado em 04/10/2020, às 07h00

O pacote de 100 anos
O pacote de 100 anos - Divulgação/Museu de Gudbrandsdal

Uma ideia peculiar passou pela cabeça do prefeito de Otta, uma pequena cidade no centro da Noruega. Em 1912, Johan Nygaar escreveu em um misterioso pacote a frase: “deverá ser aberto em 2012”. A cápsula do tempo então foi arquivada, e a curiosidade sobre o que aquela embalagem guardaria atravessou o século.

Passando de mão em mão, e mudando de residência em cofres ao redor do mundo, o pacote ficou intacto em um mundo que vivenciou duas guerras mundiais, ditaduras brutais, governos controversos e os mais variados tipos de catástrofes.

Por vezes esquecido e quase jogado no lixo nos anos 50, o envelope conseguiu ser mantido até a tão esperada data de abertura. Até que o grande dia chegou, em 24 de agosto de 2012, um evento foi organizado para, enfim, revelar o conteúdo enigmático.

Revelação do pacote / Crédito: Divulgação

 

Uma revelação decepcionante

A cerimônia, transmitida ao vivo na internet, contou com a presença da princesa Astrid da Noruega, políticos no país e, renomados cientistas. O evento foi comandado pelas autoridades do Museu de Gudbrandsdal, que desembrulharam a cápsula do tempo.

Para a surpresa de alguns e decepção de outros, dentro do pacote havia outro pacote. Este que continha tecidos com a cor da bandeira da Noruega e uma frase na língua nativa que significava “Do Rei”.

Ainda na embalagem secular, recortes de jornais, documentos, cartas, cadernos, desenhos e papéis de conselhos comunitários foram descobertos, datados até o ano de 1919, os telespectadores acreditaram que os fragmentos tardios podem ter sido inseridos aos poucos, com o passar dos anos.

Para os especialistas do museu o pacote era “como ouro”; já para Dag Erik Pryhn, prefeito de Sel, a embalagem foi, no mínimo, frustrante, mencionando, em tom cômico, que os documentos não “resolviam os problemas financeiros”.

O que também chamou a atenção em meio aos recortes de papéis foram as muitas menções à Batalha de Kringen, que na data estava comemorando 400 anos de seu fim. Ao que parecia, os antigos moradores da cidade de Otta estavam mais preocupados em construir um memorial em homenagem ao conflito entre as tropas escocesas que foram derrotadas pelos noruegueses.

Após a tão esperada abertura, as autoridades do país decidiram levar de volta o pacote, agora aberto, para o museu Gudbrandsdal onde serão expostas para quem quiser ver.


+Saiba mais sobre a Noruega através das obras disponíveis na Amazon

Norway, Rasso Knoller e Christian Nowak Udo Bernhart (2020) - https://amzn.to/3iqU2EH

História da Noruega, Berge Furre (2006) - https://amzn.to/3l8nm4C

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W