Curiosidades » Mundo

A saborosa origem do quilate, a medida usada para classificar joias

Utilizada como forma de identificar a pureza de metais como o ouro, a unidade tem uma origem bastante inusitada

Redação Publicado em 27/06/2021, às 11h00

Imagem meramente ilustrativa de barras de ouro
Imagem meramente ilustrativa de barras de ouro - Divulgação/ Pixabay/ PublicDomainPictures

Quem ouve a palavra hoje imagina que “quilate” tenha alguma relação com “quilograma”. Afinal, pode servir como uma medida do sistema métrico: 200 miligramas de alguma pedra preciosa, como diamantes. Mas isso muda quando falamos em ouro.

Aí um quilate significa uma proporção. De 1/24, quantas partes de ouro estão misturadas a outros metais. Ouro 24 quilates significa 100% puro; 12 quilates, metade ouro, metade outro metal. A bagunça veio da origem bem pouco científica do termo.

A palavra deriva do grão de alfarroba — para quem não conhece, é um tipo de vagem nascido em árvores, cujo feijãozinho pode ser usado como substituto para o chocolate. Seu nome é qirat em árabe — a medida foi importada através de comerciantes islâmicos.

Mas o termo em árabe também é importado, do grego kerátion — “chifrinho”, uma referência ao formato da vagem de alfarroba. Gregos antigos usavam os grãos da planta como uma medida minúscula, equivalente a um terço de óbolo (que tinha 0,72 grama). Um quilate equivalia a 0,12 grama, menos que o 0,2 atual.

Imagem meralemente ilustrativa de anel / Crédito: Divulgação/ Pixabay/ StockSnap

 

Ainda que o grãozinho batizasse a medida, historiadores acham improvável que fosse usado diretamente numa balança. Os grãos de alfarroba são tão irregulares quanto os da maioria das outras plantas, o que seria prejuízo certo para alguém comprando ou vendendo ouro. O mais provável é que fossem feitos pesinhos com esse nome.

A bagunça com o ouro vem de outro uso do quilate. Em Roma, 1 quilate era equivalente a 1/24 do peso de 1 solidus, valiosa moeda de 4,5 gramas de puro ouro — o que dava 187 miligramas. A partir desse uso, o quilate mudou de medida de peso para proporção quando falamos em ouro.

Como no caso de todas as medidas pré-científicas, cada país tinha seu próprio valor para o quilate. Até que, na Conferência Geral de Pesos e Medidas, em Paris, 1907, foi adotado o valor atual, compatível com o sistema métrico.


+Saiba mais sobre civilizações antigas por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

As Primeiras Civilizações: da Idade da Pedra aos Povos Semitas, de Pierre Lévêque (2009) - https://amzn.to/3cdUHah

As primeiras civilizações, de Jaime Pinsky (2001) - https://amzn.to/2WB5fJP

Uma Antiga Civilização Africana, de Selma Pantoja (2011) - https://amzn.to/3fsP7Tj

Uma breve história da arqueologia, de Brian Fagan (2019) - https://amzn.to/3ccB9mE

O grande livro dos mistérios antigos, de Peter James e Nick Thorpe (2019) - https://amzn.to/35RIZ2N

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W