Curiosidades » Televisão

Tá pegando fogo, bicho: o dia em que uma churrasqueira elétrica incendiou o programa do Faustão

Equipamento inventado por Marcolino Pereira, “O grande filósofo do cascais”, proporcionou um dos momentos mais icônicos da televisão brasileira

Fabio Previdelli Publicado em 24/02/2020, às 13h00

Churrasqueira elétrica pega fogo ao vivo no programa do Faustão
Churrasqueira elétrica pega fogo ao vivo no programa do Faustão - Divulgação

No ar há mais de 30 anos, o Domingão do Faustão sempre foi um dos programas populares de maior audiência na televisão brasileira. Ao longo de todas essas décadas, Fausto Silva ficou marcado por inúmeros momentos: sejam eles polêmicos, como o caso da apresentação do Latininho, ou outros mais engraçados e descontraídos.

Por falar em irreverência, não há como não lembrarmos o fatídico episódio da churrasqueira elétrica que pegou fogo em pleno palco da atração. Em 1994, o programa nos brindava com o célebre quadro “Os Inventores”, onde Fausto recebia pessoas que lhe apresentavam suas inventivas criações que ainda não tinham sido registradas.

Na ocasião, o português Marcolino Pereira, apelidado pelo apresentador de “O grande filósofo do cascais”, foi mostrar sua revolucionária churrasqueira que ligava e desligava por controle remoto.

O português Marcolino Pereira e Faustão durante o quadro "Os Inventores" / Crédito: Divulgação

 

“E nós vamos agora, mostrar para vocês a invenção de Marcolino Pereira, o grande filósofo do cascais, que veio aqui diretamente para o nosso Domingão para mostrar uma churrasqueira com controle remoto”, apresenta Faustão com extrema expectativa.

“Aperta o número um, liga”, explica Marcolino enquanto um engraçado som de fundo representa a ação. Segundos depois, uma grande explosão surpreende a todos no palco. Atônito, Fausto fala: “Puta vida, e agora pra desligar essa merda aí meu?”.

Meio desesperado, meio tirando sarro da situação, ele diz: “Porra, ligou. E agora? Desliga!”. A seguir, ele profere a icônica frase que até hoje é eternizada nos anais da televisão brasileira: “Tá pegando fogo, bicho! Chama o bombeiro lá”.

Momento em que a churrasqueira elétrica pega fogo / Crédito: Creative Commons

 

Neste instante, a brigada entra no palco com extintores de incêndio que são usados para conter o fogo da churrasqueira. Ironicamente, Faustão diz: “Para apagar, você chama o Corpo de Bombeiros”, seguido de algumas risadas. Por outro lado, visivelmente sem graça, Marcolino tenta se explicar: “O troço está com defeito e não apagou”.

Quem era Marcolino Pereira

Apesar da participação no Domingão do Faustão ser a mais lembrada por Marcolino, esta não foi a única vez em que o português apareceu nas telinhas. Segundo a TV História, o “filósofo do cascais” já havia participado anteriormente como figurantes em novelas da própria Rede Globo e, também, da TV Manchete. Além de figurar em diversos comerciais no Brasil e no Exterior.

Uma matéria publicada pelo jornal O Globo em 1997, trazia uma matéria sobre pessoas da terceira idade que faziam pequenas aparições como ‘pontas’ na televisão. Obviamente, Marcolino e sua esposa, Maria, foram as estrelas da reportagem.

"Levar a vida atrás das câmeras tornou-se a diversão do casal de portugueses Maria e Marcolino Pereira desde que ele se aposentou, há 13 anos", dizia a reportagem. Segundo Marcolino, sua primeira experiência televisiva foi como um coronel na novela Dona Beija.

Maria e Marcolino em foto tirada para a reportagem do O Globo/ Crédito: Divulgação

 

"Eu era um coronel que visitava a chácara da Dona Beija, que me escolheu para passar uma noite com ela. A Maitê Proença aparecia alisando a minha careca", relatou. Agenciados na época, eles eram constantemente chamados para participarem como figurantes. Maria, inclusive, participou como uma das beatas que seguiam a personagem de Eva Wilma na novela A Indomada (1997).

Apesar da mais marcante, o português afirma que aquela não foi a única vez que ele passou por uma saia justa em frente às câmeras. "Uma vez me serviram um bife. Tinha pouco tempo de TV e comi. No fim da cena, a produção disse que o prato era de um cliente. Na época, paguei a conta de nove cruzeiros e só recebi quatro cruzeiros de cachê".


++ Para saber mais sobre a história da TV brasileira:

Biografia da televisão brasileira, Flávio Ricco, 2017 - https://amzn.to/2UytpVZ

101 atrações de TV que sintonizaram o Brasil, Patrícia Kogut, Ebook - https://amzn.to/38a79FJ

História da televisão no Brasil: Do Início aos Dias de Hoje, Ana Paula Goulart Reibeiro, 2010 - https://amzn.to/2UBbYUz

A televisão levada a sério, Arlindo Machado, Ebook - https://amzn.to/3744s7z

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.