Curiosidades » Personagem

Testemunha de jeová e amante de basquete: 5 histórias curiosas de Prince

De recusa à parceria com Michael Jackson a cancelamento de álbum após crise de ecstasy, confira alguns momentos peculiares do cantor

Isabela Barreiros Publicado em 10/01/2021, às 08h00

O artista Prince
O artista Prince - Getty Images

Prince foi um dos mais talentosos artistas da história, fazendo a maioria das coisas que se propunha com maestria. Ele tocava guitarra como ninguém, além de outros inúmeros instrumentos. Também foi produtor musical, cantava, e, além de tudo, também era um dançarino fora do comum.

Ele entrou para a história ao lado de inúmeros artistas negros da época, como Michael Jackson e Lionel Richie, por exemplo. O resultado de sua longa e próspera carreira foram 39 discos e muitas histórias peculiares, que representavam a persona extravagante, porém tímida, que era. 

O site Aventuras na História separou 5 histórias curiosas do artista. Confira a seguir!

1. Rivalidade?

Clipe da música Bad, de Michael Jackson/ Crédito: Divulgação - Youtube

 

Prince e Michael Jackson dominavam a cena do pop dos anos 1980, o que gerou rivalidade entre os dois dos maiores cantores do período. Ainda assim, o produtor musical Quincy Jones deu uma sugestão ambiciosa: uma parceria entre os artistas, que supostamente se odiavam.

A famosa canção de Michael, Bad, lançada em 1987, foi à escolhida. Mas as coisas não foram conforme o planejado: quando chegou com a proposta para Prince, ele recusou de cara ao ler a letra da música. Segundo o jornal Express UK, o primeiro verso já fez com que ele não aceitasse a ideia. "Sua bunda é minha" aparentemente não agradou o astro.


2. Crença

O baixista da banda estadunidense Sly & The Family Stone, Larry Graham, teve uma influência impressionante e até mesmo curiosa na vida de Prince. A amizade entre os dois até mesmo resultou na adoção de uma nova crença por parte do cantor.

Ele passou a ser testemunha de Jeová e, como muitas pessoas praticantes da fé, passou a bater de porta em porta para transmitir os pensamentos da religião. A diferença é que ele era um cantor mundialmente famoso. "Às vezes, as pessoas ficavam surpresas. Mas a maioria estava bem tranquila com isso", disse certa vez à revista The New Yorker.


3. Patins

Prince / Crédito: Wikimedia Commons

 

Muitos artistas têm hobbies que você não poderia imaginar, dos mais simples aos mais curiosos. O de Prince, conforme exposto pelo músico Questlove, que é baterista do The Roots, era andar de patins. Ele descreveu como foi a experiência em sua biografia. 

"Ele tinha essa maleta no chão e tirou o par mais singular e estranho de patins que eu já vi. As rodas deixavam um caminho de faísca colorida por onde ele andava. Cara, ele podia andar de patins da mesma forma que cantava”, afirmou Questlove.


4. Basquete

Outro gosto de Prince que pode não parecer tão claro era o basquete. O cantor tinha uma paixão enorme pelo esporte, acompanhando os campeonatos dos Estados Unidos. A revista Notorious expôs em um perfil um episódio interessante que demonstrou o interesse enorme do artista em basquete.

Segundo o veículo, ele colocou uma televisão em uma posição estratégica para que pudesse acompanhar um jogo do Chicago Bulls, da NBA, enquanto fazia um show no Canadá. Como se não fosse o suficiente, ele também fez com que uma pessoa levantasse cartazes com o placar ao longo da performance.


5. Atrasos 

Artistas atrasam o lançamento de álbuns pelos motivos mais particulares. Por não acharem que está perfeito, por outros compromissos, ou devido a problemas com a gravadora, isso pode acontecer pelos mais variados. Mas com Prince, o The Black Album demorou mais por conta do ecstasy.

Em 1987, ele passou por uma crise depois de ingerir a droga e cancelou todo o álbum por pensar que o lançamento de um trabalho tão sombrio seria completamente danoso, uma espécie de ato malévolo. Adiado, o disco somente foi lançado em 1994.


+ Saiba mais sobre Prince por meio das obras a seguir, disponíveis na Amazon:

The Beautiful Ones, Prince (2019) - https://amzn.to/2IaBcSh

I Would Die 4 U: Why Prince Became an Icon, Touré (2019) - https://amzn.to/39cDa0o

My Name Is Prince, Randee St. Nicholas (2019) - https://amzn.to/2T84bg5

Picturing Prince: An Intimate Portrait, Steve Parke (2017) - https://amzn.to/32GUxnJ

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W