Curiosidades » Titanic

Thomas Andrews, inventor do Titanic, afundou junto com a sua maior criação

Durante o naufrágio, o projetista naval auxiliou e insistiu que os passageiros fossem até os botes salva-vidas para sobreviverem à terrível tragédia

Isabela Barreiros Publicado em 14/01/2020, às 08h00

Cena do filme Titanic (1997)
Cena do filme Titanic (1997) - Divulgação

Todos conhecem a história do Titanic, o navio britânico que naufragou em sua viagem inaugural e acabou sendo responsável pela morte de centenas de pessoas. A narrativa ficou ainda mais famosa depois que Leonardo Di Caprio protagonizou o filme homônimo baseado na tragédia.

O que poucos sabem, porém, é que seu inventor, Thomas Andrews, estava a bordo quando o terrível episódio aconteceu, e acabou falecendo junto com muitas das pessoas que também estavam no navio — afundando junto com sua icônica criação.

Logo aos 16 anos o irlandês Thomas Andrews começou a trabalhar no estaleiro Harland & Wolff — empresa responsável pela construção do lendário transatlântico RMS Titanic. Andrews era projetista naval e teve um papel importante no projeto.

Na trágica noite de 14 de abril de 1912, ele estava na cabine no momento em que o navio se chocou no o iceberg. Acredita-se que ele não tenha sentido o impacto da batida, pois permaneceu em seu quarto até que o Capitão Smith, que chefiava o Titanic, lhe enviasse uma mensagem para que ele fosse até a cabine.

Thomas Andrews foi projetista do Titanic / Crédito: Wikimedia Commons

 

Assim que Thomas foi avisado da colisão, ele realizou uma vistoria que revelou que a embarcação estava condenada. Ainda assim, permaneceu no navio — e segundo relatos, até que os botes salva-vidas estivessem cheios de pessoas que seriam salvas do naufrágio.

Muitas das pessoas que sobreviveram alegaram depois que o homem teve uma “conduta exemplar” em meio à tragédia. Ele participou ativamente da evacuação do Titanic, indicando as saídas, os botes e até mesmo insistindo que passageiros colocassem coletes salva-vidas.

Além disso, Thomas correu pelos corredores do navio procurando pessoas a fim de garantir que todos os que pudessem estar nos botes estivessem neles.

A última vez que alguém o viu, ele estava — sem colete — admirando uma pintura pendurada na sala de fumar da primeira classe da embarcação. Às 2h10min, dez minutos antes do navio afundar por completo, o projetista permanecia em estado de choque, apenas aguardando que sua maior invenção naufragasse.

O projetista do Titanic faleceu junto à embarcação aos seus 39 anos de idade. Seu corpo nunca foi encontrado em meio aos destroços do navio nem no congelante mar no qual ele afundou.


+ Saiba mais sobre o Titanic por meio das obras a seguir:

Titanic. A Verdadeira e Trágica História e os Atos de Heroísmo de Seus Passageiros, Rupert Matthews (2014) - https://amzn.to/2JFJ4fW

Titanic: Minuto a minuto, Jonathan Mayo (2017) - https://amzn.to/34kLDfd

Titanic - a história completa, Philippe Masson (2011) - https://amzn.to/2NvHZbF

Titanic, Vários autores (2011) - https://amzn.to/2pHYKIF

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.