Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Curiosidades / Top Gun: Maverick

Top Gun Maverick: a surpreendente maneira como foi reproduzida a voz de Val Kilmer

O ator perdeu sua voz ao enfrentar câncer de garganta

Éric Moreira Publicado em 30/05/2022, às 11h42

Tom “Iceman” Kazansky, interpretado por Val Kilmer em 1986, e o ator atualmente, em colagem - Divulgação/YouTube/Paramount Movies / Getty Images
Tom “Iceman” Kazansky, interpretado por Val Kilmer em 1986, e o ator atualmente, em colagem - Divulgação/YouTube/Paramount Movies / Getty Images

Val Kilmer, ator responsável por dar vida ao personagem Tom 'Iceman' Kazansky no clássico Top Gun: Ases Indomáveis (1986), teve surpreendente retorno e participação na continuação do filme, lançada na última semana. O ator perdeu sua voz após o procedimento de uma traqueostomia, ao enfrentar um câncer na garganta que surgiu em 2014.

O personagem de Kilmer, Iceman, foi muito importante para a história no filme de 1986, responsável por ser o rival do protagonista Pete "Maverick" Mitchell, interpretado por Tom Cruise.

Na continuação, Top Gun: Maverick, para que o ator não precisasse gravar falas, o personagem também é acometido por uma doença que dificulta sua fala, se comunicando por meio de um computador.

No entanto, durante as poucas falas que o personagem exibiu, um novo método foi utilizado para lhe dar voz: uma inteligência artificial foi responsável por recriar uma voz semelhante à do ator.

Em entrevista para a Page Six, Mercedes Kilmer, filha do ator, disse que "foi emocionante e muito especial para meu pai [Val Kilmer] estar no set com todos os amigos que fizeram este filme quando tinham a minha idade."

Eles conseguiram dublá-lo com sua própria voz, o que é incrível", acrescentou Mercedes Kilmer. "É um feito tão técnico, ser capaz de projetar a voz dele dessa maneira, e não deixa de ser uma extensão dos feitos técnicos deste filme"

O procedimento de recriação da voz do ator foi realizado pela startup Sonantic, que desenvolveu a inteligência artificial responsável pelo feito. A empresa imitou antigas gravações do ator, inclusive de outros filmes, para que a I.A. produzisse diversos modelos, e pudessem escolher o melhor resultado.

Top Gun: Maverick

A continuação do clássico de 1986 teve sua estreia no Brasil na última quinta-feira, 26. Segundo as críticas, o longa possui grande primor técnico, e por muitos é considerado até superior ao primeiro filme. Ele segue em transmissão em diversos cinemas pelo país.