Curiosidades » Bíblia

A Última Ceia ocorreu em uma quarta-feira, há 1987 anos, afirma pesquisador

Segundo Colin Humphreys, inconsistências nos evangelhos de Mateus, Marcos e Lucas, em contraste com o de com João, podem ser explicadas pelo uso de diferentes calendários

Isabela Barreiros Publicado em 01/04/2020, às 08h00

A Última Ceia, de Leonardo Da Vinci
A Última Ceia, de Leonardo Da Vinci - Wikimedia Commons

No calendário cristão, a Quinta-Feira Santa marca a Última Ceia de Jesus Cristo, episódio em que Jesus realizou sua última refeição com seus apóstolos, segundo relatos dos evangelhos canônicos. No entanto, novos estudos questionam essa data, levantando a hipótese de o evento ter acontecido em um dia senão o celebrado pelos cristãos.

Segundo o pesquisador Colin Humphreys, da Universidade de Cambridge, a Última Ceia aconteceu em uma quarta-feira, não em uma quinta, como se acredita até os dias de hoje. Ele sugere, em seu livro O Mistério da Última Ceia - Uma viagem histórica aos últimos dias de Jesus (2012), que o tão famoso fato ocorreu na quarta antes da crucificação de Jesus.

"Se você observar todos os eventos que os Evangelhos registram — entre a Última Ceia e a Crucificação —, há um grande número. É impossível ajustá-los entre uma noite de quinta e sexta de manhã". Mas descobri que dois calendários diferentes estavam envolvidos. De fato, os quatro evangelhos concordam perfeitamente", explicou Humphreys.

Moisaico de Jesus Cristo em Istambul / Crédito: Getty Images

 

Essas inconsistências, segundo ele, acontecem porque os Evangelhos de Mateus, Marcos e Lucas, em contraste com o de com João, usavam um calendário diferente. Este seria mais antigo que o judeu oficial, causando, assim, discrepâncias entre as datas. "Isso tem intrigado os estudiosos da Bíblia há séculos. De fato, alguém disse que era 'o assunto mais espinhoso do Novo Testamento’”, disse. O calendário utilizado teria sido um adaptado do egípcio, no lugar de um mais atualizado, o lunar.

Nos evangelhos, Mateus, Marcos e Lucas narram que o episódio acontece junto com o início do festival judaico da Páscoa. Já segundo João, isso teria acontecido antes da própria Páscoa.

O pesquisador aponta que João estava correto na datação, exatamente por seguir uma periodicidade mais difundida. De acordo com ele, "no Evangelho de João, ele está certo ao dizer que a Última Ceia ocorreu antes da refeição da Páscoa. Mas Jesus escolheu realizar sua Última Ceia como refeição da Páscoa, de acordo com um calendário judaico anterior".

Para calcular a nova data, Humphreys usou o calendário juliano padrão utilizado por historiadores, chegando à conclusão de que a Última Ceia ocorreu, assim, na quarta-feira, 1º de abril de 33. Isso unificaria as confusões das histórias dos diferentes evangelhos, revelando, portanto, que a prisão, o interrogatório e os julgamentos de Jesus podem ter acontecido em momentos diferente, não apenas em uma noite, como apontavam Mateus, Marcos e Lucas.


+ Saiba mais sobre a trajetória de Cristo através de importantes obras disponíveis na Amazon:

As parábolas de Jesus comentadas por John Macarthur: Os mistérios do Reino de Deus revelados nas histórias contadas pelo Salvador, John Macarthur, 2016 - https://amzn.to/2OBgJJt
 
Como Jesus se tornou Deus, Bart D. Ehrman (Kindle) - https://amzn.to/2QGQPX9
 
Jesus, o homem mais amado da História: A vida daquele que ensinou a humanidade a amar e dividiu a História em antes e depois, Rodrigo Alvarez, 2018 - https://amzn.to/2DbcNJS
 
JesusCopy: A revolução das cópias de Jesus, Douglas Gonçalves, 2016 - https://amzn.to/33g9Y4N
 

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W