Curiosidades » Brasil

Um dos mais famosos do Brasil, São João de Caruaru começou entre moradores

A festa realizada no município de Caruaru, em Pernambuco, hoje é nacionalmente reconhecida, contudo, nem sempre foi assim

Penélope Coelho Publicado em 09/06/2021, às 12h52

Decoração de Caruaru
Decoração de Caruaru - Wikimedia Commons/Ibrunovieira

A festa junina é um dos eventos mais populares e tradicionais do país. Inicialmente a comemoração estava ligada estritamente à religião, em homenagem a santos como São João e Santo Antônio. Hoje em dia, apesar de também ainda ser comemorada assim, a festividade já ganhou aspectos multiculturais ao redor do Brasil.

Uma das mais famosas das festas de São João do país costuma acontecer anualmente em Caruaru, Pernambuco. A festividade é marcada pelos grandes shows, decoração colorida, danças, quadrilhas e as típicas comidas gigantes. E foi justamente por isso que se iniciou uma rivalidade entre os moradores locais com os de Campina Grande, na Paraíba, na disputa pelo título de 'maior São João do Mundo'. 

Um dos argumentos usados por caruaruenses é de que o Guinness Book teria dado o título a cidade amada, contudo, a informação não é verdadeira.

Conforme checou o portal de notícias G1, o Livro dos Recordes negou que a categoria exista. Ao portal, foi informado que "o título de recorde [de Maior e Melhor São João do Mundo] sugerido não é um título de recorde oficial monitorado pelo Guinness no momento". Assim, nenhuma das duas detém o título oficialmente. Entretanto, fato é que o período que vivemos atualmente impediu as comemorações recentemente.

Esse ano, assim como no ano passado, com a pandemia do novo coronavírus e o aumento de internação e mortes no país, o evento foi cancelado, como divulgou portal G1. Sendo assim, nos resta recordar como essa festa, que começou pequena, ganhou tamanha dimensão.

Pátio de Eventos Luiz Gonzaga durante a edição de 2016 do São João de Caruaru / Crédito: Wikimedia Commons / Ministério da Cultura

 

O início 

No ano de 2016, o portal de notícias G1 publicou uma reportagem relembrando as origens da festa. Na ocasião, o historiador Walmiré Dimeron, destacou a cronologia dos acontecimentos.

Tudo começou no início da década de 1970, quando famílias da região se juntaram para organizar o evento ainda de pequeno porte. De acordo com a publicação, o falecido odontologista morador da Rua São Roque, Agripino Pereira, foi um dos principais idealizadores da festa.

Na época, ele e sua família decidiram decorar a rua em que moravam, e na ocasião, a festa foi bem recebida pelos outros moradores. Por isso, no ano seguinte, em 1973, Agripino decidiu buscar patrocínio para o evento.

O homem foi até o município de Vitória de Santo Antão a fim de conseguir que uma empresa concedesse bebidas para a festa. Ele acabou conseguindo um carro de som, que animou as típicas quadrilhas e cirandas.

Em entrevista ao G1 na época, a esposa do odontologista, Teresa Pereira, relembrou os anos iniciais do São João de Caruaru.

"Para a decoração da rua, todos os vizinhos participavam, eram cerca de 33 famílias. Meus filhos tinham três, sete, dez, 11 e 12 anos na época e os maiores já ajudavam também. Eu ficava fazendo pamonha, canjica e as outras comidas típicas porque naquele tempo não tinha ninguém que vendesse, como tem hoje. Eu ainda ajudava a organizar as apresentações culturais, como ciranda, quadrilha e dança de fita".

Fotografia da Rua São Roque, onde tudo começou / Crédito: Marinete Lira/Arquivo Pessoal

 

Com o reconhecimento da festa, foi necessário montar uma comissão para organizar o evento, como relatou Teresa. De acordo com ela, seu marido foi o primeiro presidente do grupo.

Uma nova fase 

Em 1977, Agripino se mudou para outro bairro, com isso, as chamadas irmãs Lira — que já eram conhecidas por ajudarem na programação — passaram a organizar a festividade, que já contava com shows de grandes nomes como Jackson do Pandeiro.

Na década de 1990, o São João de Caruaru já havia tomado grandes proporções e além de ser conhecido em Pernambuco, ganhou reconhecimento em todo o país.

Por isso, em 1993, a prefeitura da cidade decidiu que era a hora de comandar a organização da festa para além da monetização também conceder segurança aos participantes.

Na época, as ruas já não eram mais suficientes para alocar todos os foliões. Sendo assim, o São João foi transferido para uma avenida e logo após passou a acontecer oficialmente no Pátio de Eventos Luiz Gonzaga.

Atualmente, a festa que começou pequena somente com o auxílio de famílias locais, se tornou um dos mais famosos do Brasil.


+Saiba mais sobre o Brasil por meio de obras disponíveis na Amazon:

As 100 melhores lendas do folclore brasileiro, de A. S. Franchini (2011) - https://amzn.to/3aomxlp

Aspectos do Folclore Brasileiro, de Mário de Andrade (2019) - https://amzn.to/3rUwRre

Dicionário do Folclore Brasileiro, de Luís da Câmara Cascudo (2012) - https://amzn.to/3aqAaRm

Lendas Contos e Tradições do Folclore Brasileiro, de Marco A. Stanojev (2013) - https://amzn.to/3jVzWob

Contos Folclóricos Brasileiros, de Marco Haurélio (2010) - https://amzn.to/3baY3vf

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W