Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Curiosidades / Podcast

União das Mulheres Italianas: A organização que salvou crianças após a Segunda Guerra

Saiba mais como foi feito o resgate de jovens na Itália após o emblemático conflito mundial

Redação Publicado em 21/07/2022, às 12h12

Imagem meramente ilustrativa - Imagem de Gerd Altmann por Pixabay
Imagem meramente ilustrativa - Imagem de Gerd Altmann por Pixabay

Com o fim da Segunda Guerra Mundial, a Itália passou por uma forte crise e quem mais sentiu foram as crianças e adolescentes. Milhares de jovens ficaram órfãos. Além disso, muitas famílias enfrentaram dificuldades financeiras, sociais e traumas causados pelo conflito.

No período de inverno a situação piorava. O frio intenso e a fome faziam diversas vítimas ao redor do país. Diante desse contexto, a União das Mulheres Italianas, uma organização feminina ligada ao Partido Comunista Italiano, desenvolveu uma associação com o intuito de combater à fome e a pobreza no território italiano. 

Estima-se que entre 1945 e 1952 cerca de 70 mil crianças tenham sido resgatadas com o apoio da organização. Os jovens eram levados no período do inverno para outras regiões da Itália, onde eram acolhidas por famílias do centro do país. 

Durante seis meses recebiam roupas, comida, sapatos e estudos. Quando estavam melhores retornavam para os seus lares definitivos. Mais tarde, o projeto se estendeu para demais regiões da Itália. 

Para saber mais sobre o assunto, ouça o podcast abaixo da Aventuras na História, também disponível nas melhores plataformas de áudio do país. Por lá você fica por dentro, ainda, dos principais assuntos sobre a História do mundo e do Brasil. 

Não perca e confira a programação completa. Clique aqui!

Ouça agora o episódio: 


CURIOSIDADES / PODCAST

A história da dinastia Romanov é regada de fatos conflituosos e emblemáticos. Isso porque, com a Revolução Russa a família imperial enfrentou um trágico destino, com exílio e execuções. 

Com a tomada de poder dos bolcheviques no território russo, em 1917, o czar Nicolau II foi obrigado a sair do trono. Além disso, o monarca e a sua família foram enviados oara o exílio. No entanto, essa história teve um fim ainda mais triste. Saiba mais aqui!