Curiosidades » Personagem

Princesa frustrada: a vida íntima de Lady Di

Logo que se casou com o Príncipe Charles, Diana percebeu que o relacionamento não seria o conto de fadas que prometia ser

Pamela Malva Publicado em 09/05/2020, às 09h00

A famosa e amada Lady Di
A famosa e amada Lady Di - Divulgação

Quando pequena, Diana Frances Spencer mal imaginava que se tornaria um enorme exemplo de etiqueta e gentileza em sua amada Inglaterra. Filha de aristocratas britânicos, a jovem era dona do título Lady, mas sequer pensava em ser mais.

Natural de Norfolk, Lady Di nasceu em julho de 1961 e cresceu para se tornar uma verdadeira dama, amada por toda a nação. Suas conquistas, no entanto, só vieram depois que ela se casou com Charles, o Príncipe de Gales.

Antes disso, a jovem estava contente com sua vida tranquila, apesar de pertencer à burguesia e, por isso, gozar de algumas regalias. Quando assinou o sagrado matrimônio, no entanto, Diana viu-se em uma relação infeliz e fadada ao fracasso.

A apaixonante Pricesa Diana / Crédito: Divulgação

 

Maus exemplos

Aos sete anos de idade, Diana assistiu o casamento de seus pais desabar em uma separação, em 1967. O casamento era cheio de conflitos e, como se as brigas não fossem o suficiente, a mãe da jovem estava traindo o pai com Peter Shand Kydd, um empresário também casado na época.

Durante a adolescência, adorava sair com a irmã Sarah e se divertir pelas noites frias do Reino Unido. Foi durante um desses compromissos, inclusive, que ela conheceu o Príncipe de Gales, no aniversário de trinta anos do nobre.

Com 17 anos, Lady Di chegou a criar planos para que sua irmã se casasse com Charles. Todas as ideias, entretanto, foram por água abaixo quando, em meados de 1979, ela e o príncipe tiveram um conversa íntima durante um encontro entre amigos.

Diana e Príncipe Charles / Crédito: Divulgação

 

Fogo sem paixão

Daquele dia em diante, Charles sabia que Diana era a mulher perfeita para ele, apesar da grande diferença de idade. A relação transformou-se completamente e, em meados de 1980, os dois começaram a namorar.

O relacionamento logo chamou atenção dos tablóides, que anunciavam uma nova paixão Real. Em fevereiro daquele ano, os dois ficaram noivos no Castelo de Windsor. Menos de 20 dias depois, Diana estava se mudando para o Palácio de Buckingham.

Perseguindo o amor avassalador, a jovem Lady Di deixou sua vida para trás quando aceitou se casar com Charles e virar a mais nova Princesa de Gales. O casamento aconteceu em uma quarta-feira, dia 29 de julho de 1981, e contou com 3,5 mil convidados — incluindo Camila Bowles, ex-namorada de Charles.

Diana e Charles em seu casamento / Crédito: Divulgação

 

Uma panela de pressão

Após o casamento, Diana de repente se viu em uma história cuja narrativa ela não gostava. Ao seu treinador de voz, Peter Settelen, Lady Di certa vez disse que sua vida íntima com Charles era "muito estranha".

Durante os treinamentos para falar em público, a Princesa de Gales afirmava que ela e Charles costumavam fazer sexo uma vez a cada três semanas. Ainda à Peter, Diana descreveu seu casamento como “um dos piores dias de minha vida”.

Era óbvio: a princesa não estava mais feliz. Tudo piorou, entretanto, quando ela descobriu que Charles ainda se relacionava com Camilla Bowles, mesmo antes do casamento. Com isso, o amor dos dois ficou por um fio.

Diana afastando fotógrafos da imprensa / Crédito: Divulgação

 

Amantes de uma princesa

Ao mesmo tempo em que Charles se relacionava com Camilla, que veio a ser sua esposa mais tarde, Diana caiu nas graças de Barry Mannakee, um segurança do palácio. Durante uma de suas aulas com Peter, Lady Di teria confessado que “daria de tudo para deixar o palácio e ir viver com ele”.

Barry, contudo, foi afastado de seu cargo e transferido para outra posto. Pouco tempo mais tarde, ele foi vítima de um acidente. Sem Barry em sua vida, Diana conheceu James Hewitt, um ex-militar britânico, em 1986.

Apaixonados, o casal adúltero manteve uma relação estável até 1991, quando Lady Di acabou com o namoro. Por anos, inclusive, tablóides britânicos acreditaram que James era o verdadeiro pai de Harry, o Duque de Sussex.

Lady Di e Dodi Al Fayed no barco do empresário / Crédito: Divulgação

 

Já com dois filhos, Lady Di viu seu relacionamento deprimente com Charles chegar ao fim em 1992. Os dois se divorciaram e a guarda dos príncipes William e Harry foi dividida igualmente. Em 1997, quando o divórcio foi definitivamente oficializado, Diana reatou sua amizada com Dodi Al Fayed, um empresário egípcio.

Os dois se conheceram em 1986, durante uma partida de polo em Windsor e logo ficaram amigos. Foi apenas depois da separação, entretanto, que a relação quase fraternal se transformou em um amor avassalador e perseguido pela mídia.

Na época, os tablóides afirmavam que a repentina relação só aconteceu porque Diana queria causar ciúmes no Dr. Hasnat Khan, por quem ela estaria realmente apaixonada. Foi no carro de Dodi, entretanto, que Lady Di sofreu o acidente que, 4 horas mais tarde, tiraria sua vida, aos 36 anos.


+Saiba mais sobre a Princesa Diana através das obras abaixo, disponíveis na Amazon:

Diana: Sua verdadeira história em suas próprias palavras, de Andrew Morton (2013) - https://amzn.to/2EhlUt4

Diana. O Ultimo Amor de Uma Princesa, de Kate Snell (2013) - https://amzn.to/2TgHgPO

A história do século XX, de Martin Gilbert (2017) - https://amzn.to/39hqYeT

Diana, Princesa de Gales (Edição Espanhol), de Marcela Altamirano (2003) - https://amzn.to/2Iem86c

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W