Curiosidades » Entretenimento

Veja o que aconteceu com o elenco de Chaves após 40 anos do seriado

O programa marcou a televisão latino americana deixando um legado para jovens e adultos e colecionando, até hoje, milhares de fãs

Caio Tortamano Publicado em 21/07/2020, às 18h00

A turma do Chaves
A turma do Chaves - Divulgação

Ao zapear pelos canais televisivos no Brasil em uma tarde qualquer, é extremamente provável que o telespectador se depare com um grupo de atores adultos interpretando crianças em uma pequena vila em situações cômicas. A série Chaves marcou a televisão brasileira por décadas, atraindo fãs de todas as idades durante os mais de 40 anos de exibição do programa.

Criado por Roberto Gómez Bolanõs, o elenco é liderado pelo mesmo, que encarna o carismático Chaves, um menino esfomeado que dorme em um barril — mesmo morando no apartamento 8 do conjunto habitacional onde o programa se passa. A história dos atores ficou marcada pelos anos interpretando os ícones da cultura pop, saiba o que aconteceu com eles depois da produção:

1. Roberto Gómez Bolaños

O ator responsável pela criação e performance do marcante Chaves é Roberto Bolaños, mais conhecido pelo nome artístico de Chespirito — algo como Pequeno Shakespeare. O comediante comandou outros programas além da icônica turma da vila, como Chapolin — também protagonizado por ele e exibido no Brasil — e o Programa Chespirito.

Chespirito interpreta Chaves, em Chaves / Crédito: Divulgação

 

Depois do final de Chaves, por volta de 1980, Bolaños ainda trabalhou ativamente na televisão mexicana, sendo uma das figuras mais reconhecidas dentro do cenário do entretenimento no país. Na década de 2000 escreveu alguns episódios da série animada de Chaves, mas sofreu bastante ao final da vida por conta de problemas na próstata, falecendo em 2014 com um funeral gigantesco no Estádio Azteca, na Cidade do México.


2. Florinda Meza

Esposa de Bolanõs, Meza interpretava a personagem homônima no seriado, Dona Florinda. Apesar de terem se envolvido durante as gravações do programa, na década de 70, foi somente em 2004 que os dois se casaram.

Florinda Meza interpreta Dona Florinda, em Chaves / Crédito: Wikimedia Commons / Divulgação

 

Ela tem atualmente 71 anos de idade, e mantém um canal no Youtube em que interpreta a personagem Chimoltrúfia, uma mulher de classe média que sustenta a família. Ao final de Chaves estudou para escrever peças e novelas, das quais diversas fizeram sucesso. Atuou por oito anos seguidos no teatro, com personagens muito diferentes de Dona Florinda, mostrando a versatilidade da atriz.


3. Carlos Villagrán

Atualmente com 74 anos de idade, Carlos foi responsável por viver o personagem Kiko, filho de Dona Florinda. Villagrán não abandonou o icônico personagem até hoje, fazendo shows vestido como o menino em suas apresentações de comédia.

Carlos Villagrán interpreta Quico, em Chaves / Crédito: Wikimedia Commons/Divulgação

 

Recentemente, participou da produção brasileira de 2017, Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola, escrito pelo comediante Danilo Gentili. Villagrán interpreta o antagonista da história, o diretor da escola em que a dupla de meninos protagonistas estudam. A atuação do mexicano foi bem elogiada pela crítica, apesar do filme ter sido um fracasso para os especialistas.


4. Maria Antonieta de Las Nieves

De Las Nieves interpretava Chiquinha, filha de Seu Madruga e uma das figuras mais amadas do seriado. Assim como Villagrán, Maria Antonieta interpretou a sua personagem característica em apresentações cômicas, mas decidiu aposentar Chiquinha em 2019, com uma turnê final.

Maria Antonieta de Las Nieves interpreta Chiquinha, em Chaves / Crédito: Divulgação

 

A atriz é bastante ativa nas redes sociais, e participou de peças promocionais da Netflix para a série Stranger Things. Recentemente, a mulher perdeu o seu marido, Gabriel Fernandéz, devido a uma pneumonia. O casal estava junto desde 1971, tendo se conhecido antes mesmo do início das gravações de Chaves.


5. Édgar Vivar

O versátil ator interpretava tanto o dono dos imóveis Senhor Barriga, quanto seu próprio filho, Nhonho. Formado em medicina, Vivar abandonou a profissão para viver de atuações, e fez muito sucesso em Chaves — foi um dos últimos a permancer com Bolanõs ao final da série, em outros projetos do comediante.

Édgar Vivar interpreta Sr Barriga, em Chaves / Crédito: Divulgação

 

Édgar não se limitou aos personagens de Chespirito — mesmo fazendo bastante sucesso com um circo onde os interpretava —, mas também participou de filmes, séries e peças de teatro. Emagreceu consideravelmente depois de uma cirurgia de redução de estômago, e planeja deixar pronto um livro com suas memórias para ser publicado após a sua morte. É o ator do elenco que mais vezes visitou o Brasil (19 vezes).


6. Rubén Aguirre

Aguirre interpretava o intelectual Professor Girafales na série, que depois de seu final passou a defender Bolaños em uma disputa que o elenco se envolveu na questão da propriedade intelectual de cada um dos personagens. O ator de Girafales apoiou o criador da série quando Maria Antonieta quis utilizar Chiquinha em projetos pessoais, afetando muito a amizade entre os dois.

Rubén Aguirre interpreta Professor Girafales, em Chaves / Crédito: Divulgação / Wikimedia Commons

 

Rubén era proprietário de um circo chamado El Circo del Professor Girafales desde 1976, mas parou com as apresentações por conta de um acidente de carro em 2007 que o debilitou profundamente. Depois da série continuou no meio artístico em programas de televisão e filmes, mas por conta da diabetes e de problemas renais veio a falecer em 2016.


7. Ramón Valdés

Seu Madruga é, possivelmente, o personagem mais marcante da série depois de Chaves. Interpretado por Valdés, o homem era pai de Chiquinha e estava sempre em busca de dinheiro no mais variado leque de empregos. Assim como outros membros do elenco, continuou a fazer seu personagem mesmo após o fim da série, mas infelizmente foi um dos primeiros a falecer, em 1988, por conta de um câncer no estômago.

Ramón Valdés interpreta Seu Madruga, em Chaves / Crédito: Divulgação

 

A carreira de Valdés foi muito ligada ao cinema, tendo ascendido no cinema mexicano em seu auge, na década de 50. Por divergências criativas teria saído da produção de Chaves, mesmo sendo, segundo o próprio Bolaños, “o único comediante a me fazer chorar de rir”. É tido como um dos maiores nomes da comédia da história da América Latina.


+ Saiba mais sobre a obra de Bolaños pelos livros abaixo:

Chaves: A história oficial ilustrada, do Editorial Televisiva (2020) - https://amzn.to/39S3KMj

El Diario de El Chavo del Ocho, de Roberto Bolaños (2008) - https://amzn.to/38Pq9JY

Chaves e as estórias que ninguém contou: Uma biografia não autorizada, de Fernando Silva (2015) - https://amzn.to/2T5ETxM

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W