Curiosidades » Entretenimento

Veja o que aconteceu com os atores de O Mágico de Oz após os traumáticos bastidores

Pílulas, explorações e internações hospitalares: o clássico de Hollywood foi marcado pela dificuldade dos artistas na produção

Wallacy Ferrari Publicado em 16/08/2020, às 08h00

Elenco reunido no poster de divulgação do filme
Elenco reunido no poster de divulgação do filme - Domínio Público

Em 1939, um clássico de Hollywood era lançado e marcava a história da indústria cinematográfica com uma produção rica em cores, detalhes e uma sonorização cuidadosamente tratada. O sucesso comercial de O Mágico de Oz foi contrastado com os maus bocados passados por atores na produção do filme.

Se por um lado os artistas aparentavam perfeição na atuação e nos figurinos, muitos deles mudaram suas trajetórias nos cinemas, desenvolvendo um desapreço por atuações longas. Margaret Hamilton, a Bruxa Má, por exemplo, quase abandonou as telonas após sofrer queimaduras em uma cena onde sua personagem era pendurada contra um alçapão de fogo.

Mesmo com as queimaduras nas mãos e rostos, a atriz retomou a carreira meses depois e participou de mais 45 filmes. Porém, passou a dividir o tempo sendo professora de ensino infantil durante a década de 1950. Com idade avançada, desenvolveu Alzheimer e morreu enquanto dormia em 1985, aos 82 anos de idade.

Judy Garland como Dorothy, em O Mágico de Oz (1939) / Crédito: Getty Images

 

A protagonista

Escalada aos 17 anos para interpretar Dorothi Gale, a jovem Judy Garland sofreu para se adaptar ao enredo do personagem central; teve de realizar dietas radicais e forçada a fumar cigarros para emagrecer e evitar a ansiedade. Tudo isso para caber em um espartilho fino, no qual passaria por uma rotina exaustiva de gravações.

Com a rotina exaustiva de filmagens, a jovem atriz desenvolveu um vício em pílulas para dormir, que acompanhou Judy por toda a vida. A frieza dos outros membros da equipe com a garota também contribuiu para sua personalidade fria.

Ao longo da vida, também se viciou em medicamentos para manter o peso que tinha quando jovem, sofrendo de depressão e instabilidade financeira. Casou-se quatro vezes, sofrendo com quatro divórcios atritados, que resultaram em tentativas de suicídio da atriz. Aos 47 anos, Judy faleceu por uma overdose acidental de remédios.

Elenco reunido em fotografia promocional / Crédito: Dominio Público

 

Os coadjuvantes notáveis

O único personagem a receber dois atores para ser encenado foi o Homem de Lata; inicialmente, Buddy Ebsen foi escalado para realizar o personagem, porém, a tinta usada — rica em pó de alumínio — era tóxica e resultou em seu afastamento por oito semanas.

Com isso, Jack Haley substituiu o ator e tirou de letra. O ator ainda realizou filmes até 1946, quando iniciou um hiato de 24 anos, até estrelar uma produção dirigida pelo filho. Morreu em 1980 com 80 anos, vítima de uma parada cardíaca.

Ray Bolger, responsável por encarnar o Espantalho, aproveitou a facilidade para a produção de conteúdo infantil para fazer mais trabalhos direcionados a crianças; gravou um álbum infantil e participou de produções da Disney, além de ser responsável pela criação de programas e espetáculos na Broadway. Casou-se com Gwendolyn Rickard, com quem esteve unido por 53 anos, até falecer, aos 87 anos, vítima de um câncer de bexiga.

Frank Morgan, que se desdobrou em vários personagens — Professor Marvel, o condutor de carruagem, o porteiro da cidade de Esmeralda e o próprio Mágico de Oz — teve um fim de vida semelhante ao de Bert Lahr, que deu vida ao Leão Covarde; ambos faleceram enquanto rodavam filmes, com Morgan sofrendo um ataque cardíaco enquanto gravava ‘Annie Get Your Gun’, em 1949, e Bert falecendo de pneumonia, em 1967.


+Saiba mais sobre Hollywood por meio de grandes obras disponíveis na Amazon:

Hollywood: 131, de Charles Bukowski (1998) - https://amzn.to/2UXDWKe

Cenas de uma revolução: o nascimento da nova Hollywood, de Mark Harris (2011) - https://amzn.to/3c6gqAr

O pacto entre Hollywood e o nazismo: Como o cinema americano colaborou com a Alemanha de Hitler, de Ben Urwand (2019) - https://amzn.to/2ViwOqO

Hollywood Babylon: The Legendary Underground Classic of Hollywood's Darkest and Best Kept Secrets (Edição Inglês), de Kenneth Anger (1981) - https://amzn.to/2RurMWU

O livro do cinema, de Vários autores (2017) - https://amzn.to/2VeOS52

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W