Curiosidades » Personagem

A vida imita a arte: o casal que projetou geneticamente um bebê para salvar a vida do outro filho

Em 2018, o caso do casal australiano foi comparado ao famoso filme "Uma Prova de Amor", de 2009

Victória Gearini | @victoriagearini Publicado em 30/05/2021, às 09h00

Olivia e Andrew Densley, respectivamente
Olivia e Andrew Densley, respectivamente - Divulgação / Youtube / 60 Minutes Australia

Provavelmente, você já deve ter visto ou ouvido falar no filme “My Sister's Keeper”, que em português foi intitulado de “Uma Prova de Amor”, sendo estrelado por grandes nomes de Hollywood, como Cameron Diaz. 

A trama conta a história de um casal que dá a luz a uma criança para que ela possa ajudar a outra filha que tem câncer. Assim como na produção fictícia, o casal australiano Olivia e Andrew Densley, na vida real, projetou um feto por engenharia genética para ajudar no tratamento de um dos filhos

Drama familiar

De acordo com o site Cosmopolitan, os australianos foram comparados aos personagens do filme, após aparecerem no programa 60 Minutes da rede de TV Channel 9. O caso repercutiu na mídia em 2018.

Olivia e Andrew Densley em entrevista ao 60 Minutes / Crédito: Divulgação / Youtube / 60 Minutes Australia

 

Segundo a imprensa internacional, dois de seus cinco filhos nasceram com a síndrome de Wiskott Aldrich. Considerada uma doença genética fatal, esta síndrome é responsável por afetar o sistema imunológico e reduzir a capacidade do corpo humano de formar coágulos sanguíneos.

Um dos filhos conseguiu ser curado a partir de um transplante de medula óssea. Contudo, a outra criança não teve a mesma sorte, uma vez que, os médicos não encontraram compatibilidade familiar para realizar o transplante.

A vida imita a arte 

Segundo o site Cosmopolitan, como alternativa, o casal decidiu ter mais um filho, que pudesse salvar a vida do garoto. Geneticamente modificada, a criança foi planejada para que fosse compatível com o menino e, desta forma, pudesse ser feito um transplante de medula óssea. 

Olivia Densley após o parto do bebê gerado para salvar a vida do irmão / Crédito: Divulgação / Youtube / 60 Minutes Australia

 

"Podemos dizer positivamente a esta criança, sim, tivemos você para um pouco de sua medula óssea, mas é uma coisa boa porque sabíamos que você ficaria bem", disse Olivia em entrevista ao programa australiano 60 Minutes, conforme replicou o site Cosmopolitan. 

Na época, o caso foi amplamente repercutido pela imprensa e recebeu muitas críticas dos telespectadores, que julgaram a atitude do casal como "irresponsável" e “egoísta”. 

“Egoísta de muitas maneiras, um pobre bebê antes mesmo de entrar no mundo com um peso de expectativas e responsabilidades”, disse um usuário no post do 60 Minutes no Facebook, segundo o Cosmopolitan. 

Por outro lado, o casal recebeu apoio de outros internautas: "A menos que você tenha um filho com doença terminal, não tem ideia de até onde pode ir para salvar a vida dessa criança", disse uma internauta na mesma publicação. 


+Saiba mais sobre a medicina ao longo da História através de obras na Amazon:

Medicina Macabra, de Morris Thomas (2020) - https://amzn.to/2RzES5S

Medicina Dos Horrores: A História De Joseph Lister, O Homem Que Revolucionou O Apavorante Mundo Das Cirurgias Do Século XIX, de Lindsey Fitzharris (2019) - https://amzn.to/2uEVDDw

Cambridge - História da Medicina, de Roy Porter (2008) - https://amzn.to/38ZeyHN

Doenças que mudaram a história, de Guido Carlos Levi (2018) - https://amzn.to/33woA1R

A grande mortandade, de John Kelly (2011) - https://amzn.to/2vsqnZa

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W