Curiosidades » Mundo

Vídeo: O estudo que 'desembrulhou' a múmia de Amenhotep I

Os restos do antigo faraó egípcio foram analisados digitalmente e, em dezembro de 2021, as inusitadas descobertas foram divulgadas

Redação Publicado em 16/01/2022, às 06h00

A múmia de Amenófis I
A múmia de Amenófis I - Creative Commons / Sahar N. Saleem & Zahi Hawass

Durante 21 anos, a 18ª dinastia do Egito Antigo foi comandada por Amenófis I. Também conhecido como Amenhotep I, o governante era filho de Amósis I — o faraó que fundou a dinastia — e Amósis-Nefertari. Casado com sua própria irmã, Amósis-Meritamon, e mais uma esposa, Sitkamose, o líder egípcio nunca teve herdeiros.

Como faraó, contudo, Amenhotep I ordenou a construção do templo em Sais, o que eternizou seu bem sucedido avanço até a terceira catarata do Rio Nilo e, além da estrutura, ele ainda foi responsável por obras em Elefantina e pelo Templo de Necbete.

Séculos mais tarde, então, a história do governante voltou a chamar atenção em dezembro de 2021. Isso porque, naquele mês, Sahar Saleem, da Universidade do Cairo, e o egiptólogo Zahi Hawass divulgaram uma descoberta impressionante sobre o faraó.

Utilizando uma tecnologia de ponta, os especialistas ‘desembrulharam’ a múmia de Amenhotep I e identificaram diversas características do antigo governante egípicio.

Entenda mais sobre o inusitado estudo da múmia de Amenhotep I no episódio de hoje do Aventuras em 1 minuto! Confira abaixo: