Esclarecida a arquitetura de templos gregos na Sicília

Esclarecida a razão da arquitetura do Vale dos Templos

Fabio Marton Publicado em 03/03/2016, às 13h20 - Atualizado em 23/10/2017, às 16h35

Templo de Juno, em Agrigento
Templo de Juno, em Agrigento - divulgação
O Vale dos Templos, na cidade de Agrigento, Sicília, é um dos mais espetaculares complexos arquitetônicos gregos fora da Grécia. Eles pertenciam à cidade de Akragas, parte da chamada Magna Grécia, um bem-sucedido projeto de colonização que durou até as conquistas romanas. Historicamente, acreditava-se que suas construções tinham as faces viradas para o sol nascente. Um estudo da Universidade Politécnica de Milão revelou que quatro desses templos simplesmente seguiam a orientação da cidade, com a fachada voltada para leste, mas não exatamente o local do nascer do sol. Dois deles, porém, seguiam uma disposição mais elaborada. O Templo de Juno era voltado para a Constelação do Golfinho e o Templo de Demeter e Perséfone era disposto em direção ao nascer da lua cheia no solstício de inverno.