Coronavírus » Mundo

‘Acabaremos com a pandemia’ em 2022, diz diretor da OMS

Em coletiva, Tedros Adhanom Ghebreyesus também defendeu redução na desigualdade do acesso às vacinas

Fabio Previdelli Publicado em 20/12/2021, às 18h27

Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS)
Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) - Getty Images

Na manhã desta segunda-feira, 20, Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), afirmou que 2022 deverá ser o ano “em que acabaremos com a pandemia”.

Além da 'previsão', Tedros também defendeu, em entrevista coletiva, que seja reduzida a desigualdade no acesso às vacinas. Em novembro, conforme relatou a equipe do site do Aventuras na História, pesquisadores detectaram o surgimento da variante ômicron na África do Sul. Desde então, o continente sofre por falta de imunizantes.

Muito mais contagiante, a nova cepa faz com que diversos países enfrentem uma nova onda de contaminações e, consequentemente, implantem novas restrições sanitárias. Para Tedros, as reuniões familiares nesta época do ano podem aumentar o risco de novos casos. 

No próximo ano, a OMS está empenhada em fazer todo o possível para acabar com a pandemia", disse. 

"Se quisermos acabar com a pandemia no próximo ano, devemos acabar com a desigualdade (no acesso às vacinas), garantindo que 70% da população de todos os países esteja vacinada até meados do ano que vem", completou o porta-voz da OMS.