Coronavírus » Pandemia

"Ainda bem": Para Lula, Coronavírus deixa explícita a necessidade de um Estado presente

No dia que país atingiu mais de mil mortes, ex-presidente destacou positivamente o efeito que a epidemia teve sobre governo de Bolsonaro

Pamela Malva Publicado em 20/05/2020, às 14h00 - Atualizado às 14h08

Imagem meramente ilustrativa de Luiz Inácio Lula da Silva em pronunciamento
Imagem meramente ilustrativa de Luiz Inácio Lula da Silva em pronunciamento - Wikimedia Commons

No mesmo dia em que o Brasil registrou o maior balanço de mortes em 24 horas causadas por Coronavírus, 1.179 óbitos, o ex-presidente Lula afirmou que "ainda bem" que o "monstro" da Covid-19 surgiu. A colocação foi feita em entrevista, na terça-feira, 19.

Segundo o ex-político, o surto pandêmico do Coronavírus demonstrou a importância de um Estado presente no combate à doença. Todas as afirmações tomaram lugar durante videoconferência com a revista Carta Capital.

Quando questionado, Lula disse que "esse monstro está permitindo que os cegos comecem a enxergar que apenas o Estado é capaz de dar solução a determinadas crises". Em seguida, o ex-presidente do Brasil criticou o Governo Bolsonaro.

Imagem meramente ilustrativa de pessoas com máscaras / Crédito: Divulgação

 

De acordo com Lula, o país se encontra em uma "guerra contra o coronavírus". Para ele, entretanto, o Presidente Jair Bolsonaro "sequer" cumpriu a promessa de entregar o auxílio emergencial de R$ 600 para os brasileiros elegíveis.

O entrevistado ainda afirmou que o preconceito está enraizado na "na medula da elite brasileira", que é "grosseira e raivosa". Segundo Luiz Inácio Lula da Silva, tal camada da sociedade é contrária aos direitos de empregados como domésticas e jardineiros.

Atualmente, o Brasil já tem mais de 271 mil casos confirmados de Coronavírus. Destes, o país já registrou mais de 106 mil recuperados e 18 mil mortos. No mundo, são mais de 2,7 milhões de casos de Covid-19, sendo que 1,9 milhões de pessoas se recuperaram e 326 mil foram vítimas da doença.