Coronavírus » Pandemia

Antigo calendário turco teria profetizado a pandemia de coronavírus e outros desastres para o ano de 2020

Segundo historiador, calendário feito há 2 mil anos previa os tempos difíceis enfrentados atualmente

Penélope Coelho Publicado em 26/03/2020, às 15h00 - Atualizado às 15h50

Calendário Turco dos 12 Animais
Calendário Turco dos 12 Animais - Wikimedia Commons

Será que os povos antigos iriam conseguir prever o futuro? Segundo o pesquisador Oğuzhan Türk, especializado na história da Turquia, eles não só fizeram como também deixaram registrado em um calendário. Em entrevista ao site Íha, o profissional explicou que a tabela turca têm 2 mil anos e retrata 12 animais diferentes representando um ano da história da humanidade.

Os nomes dos anos são rotativos e incluem: rato, vaca, tigre, coelho, peixe, cobra, cavalo, ovelha, macaco, galinha, cachorro e porco. E 2020 é conhecido como o ano do rato. Para o historiador, as profecias dos povos turcos antigos para este ano estão realmente acontecendo.

As previsões para o ano do rato incluíam infestações de gafanhotos, incêndios, terremotos e epidemias. Oğuzhan Türk, evidenciou alguns fatos que aconteceram em 2020: o enxames de gafanhotos no Irã, grandes incêndios na Austrália, terremotos devastadores em Elazig e a pandemia de coronavírus que assola o mundo.

No anuário, a doença que representava uma epidemia era chamada de zatülcenb, na tradução do turco para o português, pleurite. Os sintomas dessa enfermidade incluem febre, calafrios, tosse, pulso instável e insuficiência respiratória, muito parecido com os sinais apresentados pelas vítimas de Covid-19.

Mas, Türk é bem realista quando afirma que as informações destes calendários, não são de fato proféticas, e sim, mostram a sabedoria dos povos que viviam naquela época, com uma junção de informações, experiências repetidas, e um pouco de coincidência. Deixando ensinamentos para que as nações futuras tomassem as devidas precauções.

Coronavírus na Turquia

Na última quarta-feira, 25, a Turquia estendeu o período de distanciamento social do país, incluindo o fechamento de todas as escolas até 30 de abril devido à pandemia. O coronavírus resultou em 59 mortes na Turquia, com 2.433 mil pacientes infectados até então, segundo informações divulgadas ontem, 25, pelo Ministério da Saúde.