Coronavírus » Pandemia

Após 10 anos de espera, pandas de Hong Kong acasalam em zoológico fechado devido ao Covid-19

Foi apenas depois da quarentena contra o Coronavírus que Ying Ying e Le Le finalmente ficaram juntos, surpreendendo todos os especialistas

Pamela Malva Publicado em 07/04/2020, às 14h30

Imagem meramente ilustrativa de panda
Imagem meramente ilustrativa de panda - Divulgação/Pixabay

Por dez anos, os veterinários do zoológico Ocean Park, em Hong Kong, tentaram incentivar o acasalamento entre dois pandas da instituição. Mas foi apenas depois do Coronavírus que Ying Ying e Le Le se aproximaram de verdade.

Em comunicado, o zoológico explicou que os pandas assumiram um novo comportamento assim que o Ocean Park entrou em quarentena, no final de janeiro. Assim, confortáveis com a privacidade, Ying Ying e Le Le finalmente ficaram juntos.

Para Michael Boos, diretor executivo da instituição, o “sucesso do processo de acasalamento natural é extremamente emocionante”. Isso porque “a chance de gravidez por acasalamento natural é maior do que por inseminação artificial".

Dessa forma, as expectativas são bastante positivas, ainda que seja muito cedo para saber se Ying Ying realmente está esperando um bebê panda. "Se for bem-sucedido”, explica Michael, “os sinais de gravidez poderão ser observados no final de junho”.

Atualmente, mais de 1,3 milhões de casos de Coronavírus já foram registrados no mundo todo. Entre eles, 295 mil pessoas se recuperaram, enquanto 78 mil foram vítimas da doença. No Brasil, já são mais de 12 mil casos, sendo que, destes, 127 se curaram e 581 pessoas morreram devido ao Covid-19.