Coronavírus » Pandemia

Após revisão, número de mortes por Covid-19 mais que triplica na Rússia

Até então, país havia informado que 55 mil pessoas haviam morrido por complicações do novo coronavírus. Agora, o país se tornou o terceiro mais afetado no mundo

Fabio Previdelli Publicado em 29/12/2020, às 13h39

Representação artística de novo coronavírus
Representação artística de novo coronavírus - Pixabay

Ontem, 28, a Rússia anunciou que revisou os dados sobre a Covid-19 nos país. Com isso, o número de mortes em decorrência do novo coronavírus mais do que triplicou por lá: antes, os dados oficiais davam conta de que 55 mil pessoas haviam morrido por complicações relacionadas a doença, no entanto, esse número já superou a marca dos 186 mil afetados.  

Os dados foram levantados pelo Rosstat, órgão de estatísticas local. A informação foi divulgada pela agência de notícias France Presse e, posteriormente, repercutida pelo G1. Com essa atualização, a Rússia passa a ser o terceiro país com maior número de mortes pela Covid-19: atrás apenas de Estados Unidos (com mais de 330 mil mortes) e Brasil (com mais de 191 mil). 

Os dados alarmantes contradizem o discurso que vinha sendo aplicado até então pelo presidente Vladimir Putin, que dizia que a pandemia havia sido controlada no país de forma mais efetiva do que em países ocidentais.  

Conforme informou o Rosstat, o número de morte em “excesso” na Rússia, registradas entre janeiro e novembro de 2020, chegou a mais de 229 mil pessoas, comparados com o mesmo período do ano anterior (2019).

“Mais de 81% da alta da mortalidade neste período se deve à Covid-19, ou às consequências da doença", afirmou Tatiana Golikova, vice-primeira-ministra do país.