Coronavírus » Pandemia

Após ser internada, mulher de 108 anos sobrevive ao coronavírus na China

A idosa apresentou melhora depois de apenas seis dias de tratamento no Hospital Liyuan, em Wuhan

Vanessa Centamori Publicado em 18/03/2020, às 13h15

Idosa de 103 anos recebe auxílio médico contra coronavírus
Idosa de 103 anos recebe auxílio médico contra coronavírus - Divulgação/ Chutian Metropolis

A chinesa Zhang Guangfen, que tem 103 anos de idade, foi a primeira a ganhar o posto de pessoa mais velha a se curar do coronavírus, segundo o jornal britânico The Independent. Ela foi diagnosticada no dia 1 de março, no Hospital Liyuan, em Wuhan,  cidade considerada o epicentro da pandemia. 

Após receber um tratamento durante apenas seis dias, a idosa melhorou e recebeu alta no dia 10 de março. O médico que a tratou, o Dr Zeng Yulan, declarou à imprensa que, apesar de sofrer de brônquite crônica leve, a melhora se deu pois Guangfen estava bem de saúde.

Além disso, a agência oficial Irna divulgou hoje, dia 18 de março, que mais uma mulher de 103 anos também recebeu alta, no Irã. Ela havia sido internada na cidade de Semnan, a 180 km ao leste de Teerã, de acordo com a agência.

É o segundo caso de um paciente de idade avançada que sobrevive no país do oriente médio. Um homem de 91 anos, originário de Kerman, sudeste do Irã, escapou de uma pneumonia viral. Ele foi curado após três dias da doença, apesar de ter hipertensão e asma. A agência Irna não divulgou qual foi o tratamento recebido pelos pacientes iranianos.