Coronavírus » Vacina

Autoridades investigam dois casos de falsa vacinação no Rio de Janeiro

Segundo oficiais dos municípios de Niterói e Petrópolis, as profissionais de saúde envolvidas já foram afastadas da campanha

Pamela Malva Publicado em 15/02/2021, às 13h00 - Atualizado às 13h08

Imagens da falsa vacinação em idoso de Niterói
Imagens da falsa vacinação em idoso de Niterói - Divulgação

Na semana passada, o caso de uma senhora não vacinada em Goiânia viralizou no Brasil. Na sexta-feira, 12, mais dois casos de falsa imunização foram registrados em Petrópolis e em Niterói, no Rio de Janeiro. Ambas as profissionais envolvidas foram afastadas.

O primeiro caso aconteceu com um senhor que buscou o medicamento drive-thru do campus da Universidade Federal Fluminense (UFF), em Niterói. Em vídeo compartilhado pela família do paciente, é possível verificar que a enfermeira não realiza a aplicação.

Segundo a Prefeitura de Niterói, via UOL, a acusada já foi afastada da campanha de vacinação e uma segunda profissional foi enviada até a casa do idoso para que ele pudesse ser propriamente vacinado. A secretaria do município, por sua vez, informou em nota que "o fato está sendo apurado e as medidas cabíveis serão tomadas".

Já em Petrópolis, uma senhora de 94 anos recebeu uma dose de ar no lugar da vacina. Isso porque a enfermeira teve dificuldades para retirar a proteção da agulha da seringa. Aconselhada por um dos familiares da idosa a trocar de ferramenta, então, a profissional pega uma seringa vazia e, mesmo sem o medicamento, aplica a dose de ar na paciente.

O vídeo da segunda infração também circulou nas redes sociais e, em resposta, a enfermeira foi afastada do posto e deve ser ouvida ainda nesta segunda-feira, 15, em um processo interno. A Polícia Civil, no entanto, também iniciou uma investigação. A idosa de 94 anos, por sua vez, voltou ao posto no dia seguinte para receber a dose corretamente.