Coronavírus » Brasil

Bolsonaro afirma que não tomará vacina contra Covid: 'Não tem cabimento isso daí'

Presidente diz que, se imunizar agora, seria como “jogar na loteria R$ 10 para ganhar R$ 2”

Fabio Previdelli Publicado em 13/10/2021, às 14h04

O presidente Jair Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro - Getty Images

Nesta quarta-feira, 13, o presidente Jair Bolsonaro disse em entrevista que decidiu que não tomará mais a vacina contra a Covid-19.

O chefe de Estados brasileiro já havia sido alvo de polêmica nesta semana, conforme noticiou equipe do site Aventuras na História, ao ser questionado sobre o número de mortes da doença, quando minimizou as 600 mil vidas perdidas: “Qual país não morreu gente?”, disse. 

A nova declaração foi dada em entrevista à Jovem Pan. “No tocante à vacina, eu decidi não tomar mais a vacina. Eu estou vendo novos estudos, eu tô com a minha imunização lá em cima, IgG tá 990, pra quê vou tomar a vacina?”. 

“Seria a mesma coisa jogar na loteria R$ 10 para ganhar R$ 2, não tem cabimento isso daí”, completou o presidente.

A fala vai a contramão de outras declarações dadas pelo mandatário brasileiro. Apesar de sempre questionar a necessidade e eficácia dos imunizantes, Bolsonaro já havia dado, ao menos, oito declarações públicas dizendo que se vacinaria, segundo levantamento feito pela CNN.

Ele, inclusive, se orgulhava de dizer que seria o “último brasileiro” a ser vacinado, como recorda matéria do O Globo.