Coronavírus » Pandemia

Brasil começa a discutir possibilidade de quarta dose da vacina

A dose adicional seria para idosos e profissionais da saúde, em meio ao aumento de casos de Covid-19, com a variante Ômicron

Penélope Coelho Publicado em 26/01/2022, às 12h00

Imagem meramente ilustrativa de vacina
Imagem meramente ilustrativa de vacina - Getty Images

Em meio ao aumento de casos de Covid-19 no Brasil, causados principalmente em decorrência da nova variante altamente transmissível, Ômicron, o Brasil começa a discutir a possibilidade de uma quarta dose da vacina.

Participantes da Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização Covid-19 (Ctai) irão abrir a discussão para uma nova etapa de imunização e tempo de intervalo de aplicação, para idosos e profissionais da saúde.

De acordo com informações publicadas nesta quarta-feira, 26, pelo jornal O Globo, a medida é inspirada no sistema que está sendo adotado atualmente em Israel e no Chile.

Segundo revelado na reportagem, outros países como Alemanha e Estados Unidos também estudam a possibilidade de mais uma dose da vacina contra o novo coronavírus, em meio ao aumento de casos ao redor do mundo.

Dados iniciais sobre a quarta dose divulgados pelo Ministério da Saúde de Israel, apontam que o reforço também pode ser recomendado para todos os adultos, cinco meses após a terceira dose. No entanto, mais análises ainda devem ser realizadas.