Coronavírus » Pandemia

Brasileiros continuam proibidos de viajar para os EUA em decorrência do novo coronavírus

Em nota, a embaixada norte-americana esclareceu em quais circunstâncias as viagens são permitidas

Penélope Coelho Publicado em 14/09/2020, às 10h21

Imagem ilustrativa de um avião
Imagem ilustrativa de um avião - Pixabay

No último domingo, 13, a embaixada norte-americana publicou uma nota oficial esclarecendo as normas para brasileiros que desejam ir para os Estados Unidos. Algumas confusões aconteceram após o anúncio da suspensão de restrições de voos vindos do Brasil e também de outros países.

De acordo com informações da Agência Brasil publicadas pelo UOL,  brasileiros que verdadeiramente podem viajar para os Estados Unidos em meio à pandemia de Covid-19 são: residentes permanentes legais, ou seja, que possuem green card e familiares imediatos de cidadãos norte-americanos. Caso contrário, a entrada no país ainda é proibida.

"O comunicado do CDC (Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA) e a publicação do DHS (Departamento de Segurança Nacional dos EUA) não alteram quem é permitido entrar nos Estados Unidos sob proclamação presidencial." Como afirmou em nota Embaixada dos Estados Unidos no Brasil: "As novas medidas [...] incluirão a interrupção de triagem de saúde aos que chegam de certos países, incluindo o Brasil. O CDC continua recomendando que os viajantes internacionais entrem em quarentena por 14 dias quando viajam de áreas de alto risco". 

Ontem, 13, o governo norte-americano anunciou a suspensão da restrição de voos advindos de diversos países, incluindo o Brasil; China; Irã; Reino Unido; Espanha; França; Portugal e muitos outros. A nova medida entra em vigor nesta segunda-feira, 14.