Coronavírus » Pandemia

Chefe da diplomacia dos EUA acusa líder iraniano de mentir sobre os dados de coronavírus no país

Mike Pompeo também culpou a principal companhia aérea do Irã de "ajudar a transportar o vírus da China"

Daniela Bazi Publicado em 23/03/2020, às 15h35

Mike Pompeo em evento oficial no ano de 2015
Mike Pompeo em evento oficial no ano de 2015 - Wikimedia Commons

Nesta segunda-feira, 23, o chefe da diplomacia dos Estados Unidos, Mike Pompeo, afirmou em um comunicado que o aiatolá Ali Khamenei, guia supremo do Irã, estaria mentindo sobre os dados de alcance do novo coronavírus em seu país. Na ocasião, ele disse "O regime continua mentindo aos iranianos e ao mundo sobre o número de casos e mortes, que lamentavelmente são maiores do que o regime admite".

Pompeo também havia acusado a principal companhia aérea iraniana Mahan Air de transportar o vírus devido a seu serviço com a China. Khamenei havia recusado a ajuda médica oferecida por Donald Trump durante um discurso feito no último domingo, 22, contando que desconfiava das pessoas que estão no poder em Washington. 

Segundo o secretário de Estado, "Khamenei rejeitou a oferta porque trabalha incansavelmente para elaborar teorias da conspiração e prioriza a ideologia acima do povo iraniano". 

O Irã é o terceiro na lista de países com maior número de mortes, contabilizando 1.433, estando atrás apenas da Itália e da China, além de 19.644 casos confirmados. No mundo, aproximadamente 353 mil pessoas estão infectadas e os falecimentos causados pelo Covid-19 já ultrapassam os 15 mil. Pouco mais de 100 mil pessoas já conseguiram se recuperar do novo vírus através de isolamento e tratamento adequado.