Coronavírus » Mundo

China rebate EUA sobre origem da Covid-19: “Espalham teorias de conspiração e informações falsa”

Biden ordenou que as agências de inteligência americanas investiguem se novo coronavírus começou depois de um acidente de laboratório

Fabio Previdelli Publicado em 27/05/2021, às 11h19

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Pixabay

Como relata matéria do UOL, na semana passada uma reportagem publicada pelo jornal americano The Wall Street Journal levantou novamente a teoria de que a pandemia do novo coronavírus começou após um erro de um laboratório em Wuhan, que permitiu que o vírus escapasse. 

Com a polêmica estampando novamente as capas dos jornais, o presidente Joe Biden ordenou que as origens da Covid-19 fossem investigadas novamente pelas agências de inteligência de seu país, que nos próximos três meses terão que dizer se a pandemia da Covid-19 na China ocorreu por meio de um animal ou até mesmo de um acidente de laboratório. 

Porém, a declaração não foi bem vista no país asiático. "Alguns nos Estados Unidos espalham teorias de conspiração e informações falsas, como a hipótese de um erro de laboratório", declarou Zhao Lijian, porta-voz do Ministério chinês das Relações Exteriores, à imprensa.  

O representante também criticou os americanos, chamando de “história sombria” o histórico dos serviços de inteligência dos EUA. Além disso, ele rejeitou uma nova investigação da pandemia, alegando que “os motivos e propósitos do governo Biden são claros”. 

"O mundo conhece há muito a história sombria dos serviços de Inteligência americanos", declarou Zhao ao se referir às infundadas alegações dos americanos sobre a presença de armas de destruição em massa no Iraque, motivo pelo qual justificaram sua invasão no país. 

As buscas pela origem da Covid 

Em janeiro deste ano, como relatou a equipe do site do Aventuras na História, especialistas da Organização Mundial da Saúde (OMS) visitaram a China para investigarem a origem da pandemia. Na ocasião, Peter Ben Embarek, que liderou as investigações, afirmou que a possibilidade do vírus ter saído de um laboratório chinês é pouco provável. 

Algumas semanas depois, no final de março, como também relatado pelo Aventuras, os pesquisadores disseram que o novo coronavírus, muito provavelmente, tenha sido levado de morcegos para humanos através de um animal que agiu como intermediário. 

"Apesar de vírus semelhantes terem sido encontrados em morcegos, a distância evolucionária entre esses vírus e o Sars-CoV-2 é estimada em várias décadas, sugerindo um elo perdido", diz o documento.

"O cenário que prevê um hospedeiro intermediário é considerado de provável a muito provável". No entanto, ainda é impossível determinar o animal que teria agido como intermediário. 

Outro dado muito interessante dessa pesquisa é que o relatório não acredita na possibilidade de o vírus ter sido criado em laboratório, descrevendo essa hipótese como ‘extremamente improvável’.