Coronavírus » Pandemia

Com nova variante do coronavírus, Reino Unido irá prender viajantes que esconderem passagem pelo Brasil

A medida também servirá para mais 30 países que são considerados ‘de risco’ na pandemia

Penélope Coelho Publicado em 10/02/2021, às 09h19

Representação artística de novo coronavírus
Representação artística de novo coronavírus - Divulgação/Pixabay

De acordo com informações publicadas na última terça-feira, 9, pelo portal de notícias G1, o Reino Unido decidiu endurecer algumas medidas preventivas para evitar a disseminação de novas variantes do coronavírus.

Por isso, autoridades locais anunciaram que seja viável a prisão de viajantes que omitirem passagem pelo Brasil e por mais 30 países considerados ‘de risco’ durante a pandemia de Covid-19.

Segundo o ministro da Saúde britânico, Matt Hancock “qualquer pessoa que mentir sobre seu trajeto no formulário de imigração e tentar omitir que esteve em um país da 'lista vermelha' nos 10 dias anteriores à chegada, vai enfrentar uma sentença de prisão de até 10 anos".

Desde janeiro, o governo britânico havia anunciado que viagens para passageiros vindos do Brasil, Portugal e de toda a América do Sul estavam proibidas. Contudo, as restrições não estão válidas para moradores do Reino Unido que desejam voltar para casa, ou, para aqueles que têm a licença de residência no local.

Entretanto, é obrigatório que essas pessoas passem por uma quarentena e fiquem isoladas por 10 dias. Os hotéis são designados pelo governo, que não arca com essa despesa.

Além disso, a realização de dois testes do estilo RT-PCR para que detectar a presença do novo coronavírus também é exigida. Os custos dos exames novamente são de responsabilidade dos próprios viajantes.