Coronavírus » Pandemia

Coronavírus: crianças assintomáticas podem carregar o vírus durante semanas, revela estudo

De acordo com a pesquisa, as cargas virais podem ser altas em jovens e crianças — que acabam disseminando a Covid-19 sem saber

Penélope Coelho Publicado em 31/08/2020, às 10h42

Criança com máscara no rosto
Criança com máscara no rosto - Wikimedia Commons

No último dia 28 de agosto, um novo estudo publicado no site da revista médica JAMA Pediatrics, revelou um papel preocupante que as crianças possuem durante a pandemia do novo coronavírus.

De acordo com a publicação, médicos do hospital Children's National  dos Estados Unidos, descobriram que crianças infectadas com o vírus SARS-CoV-2 podem espalhar o vírus, contudo, os sintomas da Covid-19 podem aparecer de forma muito leve, ou, até mesmo nem aparecer.

De acordo com especialistas, em decorrência disso, as crianças podem infectar diversas pessoas sem estarem cientes de que estão com coronavírus. Durante a pesquisa, os médicos analisaram dados de 91 crianças em 22 hospitais da Coreia do Sul.

O estudo sugere que 22% das crianças analisadas não demonstraram sintomas no período que tiveram infectadas, além disso, 20% delas começaram assintomáticas e desenvolveram sintomas depois, 58% delas apresentaram sintomas desde o início.

O que chamou a atenção dos pesquisadores foi a diferença do tempo em que as crianças demonstram os sintomas. De acordo com o estudo, ocorre uma variação de três dias até três semanas e metade dos pacientes assintomáticos ainda transmitiam o novo coronavírus nesse longo período.

Anteriormente, um estudo liderado por pesquisadores de Boston, já havia demostrado que jovens e crianças podem carregar em si cargas surpreendentemente altas do novo vírus. A pesquisa acontece em um momento em que as escolas ao redor do mundo cogitam a possibilidade de reabertura.