Coronavírus » Brasil

Coronavírus: dois casos de co-infecção são registrados no Sul do Brasil

Segundo cientistas, os pacientes do Rio Grande do Sul foram acometidos por duas diferentes cepas da doença ao mesmo tempo

Pamela Malva Publicado em 27/01/2021, às 15h00

Imagem meramente ilustrativa de vírus
Imagem meramente ilustrativa de vírus - Divulgação/Pixabay

Cientistas brasileiros se assustaram ao identificar os dois primeiros casos de co-infecção da Covid-19 do país. Tratam-se de dois adultos do Rio Grande do Sul que, agora, carregam duas diferentes linhagens do Coronavírus, de acordo com O Globo.

O estudo foi feito por cientistas do Laboratório de Bioinformática do Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), no Rio de Janeiro, e do Laboratório de Microbiologia Molecular da Universidade Feevale, no Rio Grande do Sul.

Segundo os especialistas, uma das cepas registrada nos dois casos é a P2. Originada no Rio de Janeiro, a versão carrega a mutação E484K, que pode garantir ao coronavírus a capacidade de sobreviver ao ataque dos anticorpos, reduzindo a eficácia de vacinas.

Imagem meramente ilustrativa de vírus no microscópio / Crédito: Divulgação/Pixabay

 

Por enquanto, os cientistas não sabem se as chamadas co-infecções são comuns. Ainda assim, dizem que não há motivo para pensar que a infecção com duas variantes é um acontecimento isolado. De qualquer forma, ambos os casos servem como alertas.

De acordo com o virologista Fernando Spilki, coordenador do estudo, os quadros encontrados no Sul do país podem indicar uma grande disseminação da doença no Brasil, além da possível aceleração na geração de novas linhagens. Dessa forma, a descoberta também reforça a necessidade de uma vacinação ainda mais rápida e eficaz.