Coronavírus » Estados Unidos

Coronavírus: Homem morre após tomar medicamento indicado por Trump

Em coletiva, o presidente norte-americano afirmou que um antimalárico seria eficaz contra o Coronavírus. A esposa do falecido também consumiu o remédio, mas passa bem

Pamela Malva Publicado em 24/03/2020, às 15h20

Imagem meramente ilustrativa de Donald Trump em coletiva
Imagem meramente ilustrativa de Donald Trump em coletiva - Divulgação

Durante entrevista coletiva no dia 19, o presidente norte-americano Donald Trump afirmou que um remédio antimalárico poderia ser eficaz no tratamento contra o novo Coronavírus. A partir disso, centenas de pessoas passaram a comprar o medicamento.

Após a declaração, a FDA (órgão semelhante à Anvisa) esclareceu que a droga citada por Trump ainda precisa ser testada para esse uso. Mesmo assim, um casal de Phoenix, decidiu consumir o fosfato de cloroquina — ativo presente no remédio.

Para ter acesso ao composto químico citado por Trump, o casal consumiu um aditivo de limpeza de aquário. Segundo especialistas, a única diferença entre o produto consumido e o remédio antimalárico é a maneira como são formulados.

Meia hora depois da automedicação, o casal na faixa dos 60 anos adoeceu e ambos foram levados ao hospital. Sob cuidados médicos, a mulher conseguiu expulsar o agente químico, mas o homem não resistiu.

Apesar da clara contaminação pelo ativo, não ficou claro se o casal consumiu o fosfato de cloroquina por causa do Covid-19. Em entrevista à NBC, a senhora advertiu: “Não tome nada. Não acredite em nada que o presidente diga… chame um médico”. 

Até agora, os Estados Unidos já registraram mais de 45 mil casos de Coronavírus e 582 mortes, no total. No Brasil, onde o remédio citado por Trump também sumiu das prateleiras, já são 1.924 casos de Covid-19 e 34 mortes causadas pela doença.