Coronavírus » Pandemia

Coronavírus: infectado, famoso ator é obrigado a ficar de quarentena com cadáver da irmã

As autoridades italianas decretaram estado de quarentena para os seus cidadãos; quem não obedecer a norma poderá ser preso e pegar até três meses de cadeia

Gabriel Fagundes Publicado em 12/03/2020, às 07h03

Ator Luca Franzese, que se viu na difícil situação de ficar preso em casa com cadáver de sua irmã morta pelo coronavírus
Ator Luca Franzese, que se viu na difícil situação de ficar preso em casa com cadáver de sua irmã morta pelo coronavírus - Divulgação / Facebook

Vítima da pandemia do coronavírus que tem acometido o mundo, o ator italiano da série de TV "Gomorra”, Luca Franzese, foi infectado pela doença e viu sua irmã falecer por do vírus. No domingo, dia 8, ele compartilhou no Facebook um vídeo relatando seu sofrimento por conta dos sintomas enfrentados e pelo fato de estar com o cadáver de sua irmã em casa há mais de 24 horas.

“Minha irmã morreu ontem, provavelmente por causa do vírus, e estou esperando respostas desde a noite passada. Estamos arruinados. A Itália nos abandonou. Vamos ficar fortes juntos. Compartilhe este vídeo em qualquer lugar”, postou na rede. Sua fala vem depois de a Itália decretar estado de confinamento para a população, onde as autoridades locais determinaram que infectados ou suspeitos não devessem sair de suas respectivas casas, pois caso o fizessem pagariam uma multa de 206 euros, podendo, também, pegar uma condenação de três meses de cadeia.

Dada à notoriedade que recebeu sua postagem — mais de 121 mil compartilhamentos e 40 mil interações — o corpo da parente foi levado por uma operação especial. Porém, Luca permanece em confinamento. Além disso, na quarta-feira, dia 11, a OMS (Organização Mundial de Saúde) anunciou que o problema está em curso em mais de cem países, o que afetou todos os continentes.

Apenas na Itália, o número de incidentes foi elevado para 12.462, em comparação com os últimos 10.149 casos, representa uma alta de 22,8%. Por isso, tanto as escolas quanto as universidades ficarão fechadas até o dia 3 de abril. Segundo a Agência de Proteção Civil do governo, as mortes provocadas pelo coronavírus ampliaram de 196 para 827 nos últimos dias.