Coronavírus » Pandemia

Coronavírus: nas últimas semanas de julho, EUA registrou quase 100 mil crianças infectadas

Instituições de saúde observaram número de infecções consideráveis em momento que alunos estão deixando o isolamento social

Caio Tortamano Publicado em 10/08/2020, às 14h30

Imagem ilustrativa de um teste positivo para coronavírus
Imagem ilustrativa de um teste positivo para coronavírus - Divulgação/Pixabay

No mesmo período em que alguns estados norte-americanos retomaram suas aulas presenciais, quase 100 mil crianças foram infectadas com o coronavírus nos Estados Unidos. De acordo com a Academia Americana de Pediatria e a Associação do Hospital da Criança, entre 16 e 30 de julho houve um aumento de 40% nas infecções em crianças.

De acordo com o portal G1, os relatórios fizeram levantamentos centralizados especificamente nesses estados em que o retorno presencial às escolas já aconteceu. Com isso, foi possível observar que entre 3,6 a 17,8% das crianças que fizeram testes para Covid-19 tiveram o coronavírus detectado.

Isso levou, de acordo com as instituições, muitos alunos a retornarem ao ensino isolado por conta do aumento de infecções em crianças em idade escolar. O Centro de Controle de Doenças dos Estados Unidos analisou um surto de Covid em um acampamento para crianças ocorrido em julho, pelo menos 260 crianças contraíram a doença em menos de uma semana de acampamento.

Os Estados Unidos contam com mais de 5 milhões de casos confirmados de coronavírus em todo o território nacional, entre a população infantil foram contabilizados 338.982 casos. Apesar dos números alarmantes, as escolas em todo o país estão sendo pressionadas ao retorno tanto por parte da população como pelo governo de Donald Trump.