Coronavírus » Pandemia

Coronavírus: OMS declara estado de pandemia

Segundo o órgão, as medidas tomadas pelos países não devem mudar, mesmo com o novo rótulo

Pamela Malva Publicado em 11/03/2020, às 15h00

Pessoas usando máscaras em espaço público
Pessoas usando máscaras em espaço público - Getty Images

Frente à rápida disseminação do Covid-19, a Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou estado de pandemia nesta quarta-feira, 11. O órgão, entretanto, ressalta que o novo rótulo não modifica o que os países devem fazer para evitar a contaminação.

"A descrição da situação como uma pandemia não altera a avaliação da OMS da ameaça representada por esse vírus”, afirmou Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS, em coletiva. “Isso não muda o que a OMS está fazendo [contra o vírus]”.

Segundo Michael Ryan, diretor-executivo do programa de emergências da organização, a OMS não adotará novas recomendações no combate ao vírus, mesmo sob o estado pandêmico da doença. Ele ainda afirma que as pessoas não devem se aproveitar da nova declaração para desistir do combate e da contenção.

Pessoas usando máscaras na rua / Crédito: Getty Images

 

Durante o decreto, Michael ainda foi questionado sobre recomendações para fechar escolas e fronteiras. De acordo com o diretor-executivo, tais decisões devem ser tomadas com base nos riscos de cada país. Assim, locais com menor número de casos não atingirão grandes mudanças caso escolham pelo isolamento social.

Após o anúncio, o ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta afirmou que a declaração já era esperada. Para ele, entretanto, o estado pandêmico não muda em nada na prática nacional quanto ao combate ao vírus. Ele ainda criticou a OMS, dizendo que a definição deveria ter sido estabelecida mais cedo.

O número de casos e mortes em países afetados, no entanto, devem aumentar nos próximos dias e semanas, segundo a OMS. O mais recente balanço do órgão mostrou que, em 114 países afetados, já foram registrados mais de 118 mil casos, além de 4.291 mortes causadas pelo Covid-19.