Coronavírus » Pandemia

Coronavírus: Segundo agência de inteligência artificial americana, a China escondeu a extensão do surto da doença

Segundo o relatório confidencial à Casa Branca, o país diminuiu o total de casos e mortes em decorrência do vírus

Paola Churchill Publicado em 02/04/2020, às 07h00

Teste Coronavírus
Teste Coronavírus - Divulgação

A China omitiu a extensão da propagação do Coronavírus, diminuindo o número de casos e mortes devido à doença, segundo reportagem divulgada pela Bloomberg que recebeu arquivos confidenciais que seriam da Casa Branca.

Dois profissionais afirmaram para a agência de notícias que a informação era verídica, mas não entraram em detalhes sobre o conteúdo. Contudo, os funcionários que pediram para não serem identificados afirmaram que as informações divulgadas pelo governo chinês sobre o número de vítimas e infectados do COVID-19 eram falsas.

Debora Birx, imunologista que ajuda o governo americano, disse na última segunda-feira, 31, que os dados divulgados pela China influenciaram suposições em outras partes do mundo sobre como o novo vírus se comporta.

"A comunidade médica interpretou os dados chineses como: 'Isso era sério, mas menor do que se esperava'. Porque acho que provavelmente estávamos perdendo uma quantidade significativa dos dados, agora que vemos o que aconteceu na Itália e o que aconteceu com a Espanha", disse ela.

Procuradas pela Bloomberg, a assessoria da Casa Branca e a embaixada chinesa em Washington não responderam nada sobre o assunto.  

A pandemia começou na província chinesa de Hubei no final de 2019, o país registrou publicamente 82.631 casos e 3.321 mortes, segundo dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Em contrapartida, os Estados Unidos, têm até o momento 163.199 infectados e 2.850 óbitos.


+Saiba mais sobre o tema por meio de grandes obras disponíveis na Amazon: 

Medicina Macabra, de Morris Thomas (2020) - https://amzn.to/2RzES5S

Medicina Dos Horrores: A História De Joseph Lister, O Homem Que Revolucionou O Apavorante Mundo Das Cirurgias Do Século XIX, de Lindsey Fitzharris (2019) - https://amzn.to/2uEVDDw

Cambridge - História da Medicina, de Roy Porter (2008) - https://amzn.to/38ZeyHN

Doenças que mudaram a história, de Guido Carlos Levi (2018) - https://amzn.to/33woA1R

A grande mortandade, de John Kelly (2011) - https://amzn.to/2vsqnZa

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W