Coronavírus » Pandemia

Estudo revela que mulheres têm resposta imunológica mais eficiente ao novo coronavírus

A pesquisa foi realizada com diversos pacientes e analisou as diferenças entre homens e mulheres na resposta ao Sars-CoV-2

Penélope Coelho Publicado em 27/08/2020, às 11h16

Imagem ilustrativa de uma mulher de máscara
Imagem ilustrativa de uma mulher de máscara - Pixabay

Na última quarta-feira, 26, uma das mais conceituadas revistas científicas do mundo, Nature, publicou um estudo que demonstra as diferenças encontradas na resposta imunológica que homens e mulheres apresentam com o novo coronavírus.

De acordo com a pesquisa conduzida por pesquisadores da Universidade de Yale, nos EUA, as mulheres apresentaram uma resposta imune mais eficiente do que os homens. Os especialistas chegaram a essa conclusão, após a análise em 98 pacientes, sendo 47 homens e 51 mulheres.

Durante o estudo, foi possível identificar que pessoas do sexo feminino desenvolveram uma melhor resposta das células T — conhecidas por estimularem a produção de anticorpos, que podem até mesmo destruir as células virais, incluindo o Sars-CoV-2.

A partir dessa conclusão, entende-se que as mulheres desenvolveram uma menor probabilidade de enfrentarem casos graves de Covid-19. "Os homens desenvolvem mais respostas inflamatórias de citocinas do que as mulheres no início da Covid-19. Além disso, elas apresentam melhor imunidade às células T do que os homens", afirmou Akiko Iwasaki, autora sênior da pesquisa, ao jornal O Estado de S. Paulo.

Sabe-se que a idade é um fator de risco na pandemia do novo coronavírus, e de acordo com o estudo, até mesmo as mulheres mais velhas apresentaram uma melhor resposta imune, o mesmo não aconteceu com os homens. Contudo, na pesquisa, as razões para isso não foram especificadas.