Coronavírus » Pandemia

Europa: isolamento social pode ter salvo a vida de 3 milhões de pessoas, aponta estudo

Segundo a Reuters, a pesquisa foi feita por cientistas da Imperial College de Londres e analisou a redução dos casos em 11 países europeus

Paola Churchill Publicado em 08/06/2020, às 12h01

Pessoas usando máscaras
Pessoas usando máscaras - Pixabay

De acordo com a agência Reuters, um estudo divulgado por cientistas da Imperial College de Londres mostrou que as medidas de isolamento social para controlar a propagação do novo coronavírus pode ter evitado a morte de mais de três milhões de pessoas.

A pesquisa ainda revela que as medidas tomadas em março tiveram um efeito substancial e ajudaram a reduzir a disseminação do vírus nos 11 países europeus onde a pesquisa foi feita pelos especialistas.

"Medir a eficácia dessas intervenções é importante, dados seus impactos econômicos e sociais, e pode indicar qual curso de ação é necessário para manter o controle”, afirma um dos pesquisadores.

Segundo dados da OMS, Organização Mundial da Saúde, no mundo todo, mais de 6,5 milhões de pessoas estão infectadas com a doença e mais de 387 mil morreram devido à complicações da Covid-19.