Coronavírus » Inglaterra

Homem é preso após afirmar ter coronavírus e respirar próximo ao rosto de policial na Inglaterra

Russel Fletcher estava bêbado e foi condenado a 12 semanas de prisão, além de uma multa de 250 libras

Wallacy Ferrari Publicado em 10/04/2020, às 12h38

Fotografia de Russel Fletcher tirada pela Polícia
Fotografia de Russel Fletcher tirada pela Polícia - Divulgação

Um homem em Oldfield Road, na cidade de Doncaster, Inglaterra, foi detido e preso após, sob efeito de álcool, causar distúrbios em seu bairro depois da meia-noite do último domingo, 5. Além de ser enquadrado por perturbar o sossego alheio, o homem tentou se passar por uma ‘arma biológica’ com a chegada dos policiais.

Identificado como Russel Fletcher, 26, os vizinhos do homem afirmam que o mesmo desacatou a ordem policial de se render e ameaçou as autoridades, afirmando que estava com o novo coronavírus e que iria tossir próximo de quem se aproximasse. O policial prosseguiu, indo em direção ao homem para algemá-lo.

Imobilizado, Russel respirava profundamente e fazia questão de inspirar no rosto do militar, assoprando o possível vírus em sua face. Por esse ato, o mesmo foi acusado por agressão comum a um trabalhador de emergência e tentativa de danos criminais. No dia seguinte, o homem foi julgado e condenado a 12 semanas de prisão. Além disso, seus exames não apontaram a presença do vírus.

Além da pena, o homem deverá pagar uma multa no valor de 250 libras, equivalente a cerca de R$ 1.500, para o Estado. Em entrevista coletiva a imprensa local, o inspetor-chefe de Doncaster, Sharon Hancock, enalteceu o trabalho dos militares: “'Nas últimas semanas, nossos oficiais fizeram sacrifícios pessoais incríveis para garantir que possam continuar a proteger o público que servem”.