Coronavírus » Pandemia

Homem que foi flagrado usando capuz da KKK em mercado dos EUA não será julgado

O ato do americano veio a partir da determinação do mercado em exigir que seus clientes usem máscaras durante compras para diminuir a disseminação da Covid-19

Caio Tortamano Publicado em 13/05/2020, às 19h00

Homem é flagrado usando máscara da Ku Klux Klan
Homem é flagrado usando máscara da Ku Klux Klan - Divulgação

Um homem foi flagrado em um supermercado na Califórnia, Estados Unidos, usando uma máscara da Ku Klux Klan, grupo supremacista branco do país. Depois de ter tido seu caso apresentado a justiça, ele não será julgado.

O mercado exigia o uso obrigatório de máscaras por conta da pandemia do novo coronavírus, aparentemente esse foi o motivo que indignou o homem, que afirmou “era só uma máscara e que tudo isso é estupidez”.

William D. Gore, chefe da polícia local, afirmou que por mais que o caso é algo odioso por se tratar de discurso de ódio empregado pelos fundamentos da KKK, mas que a jurisprudência americana defende a liberdade de expressão acima de qualquer outra coisa.

Apesar de investigado, o homem teve a sua identidade preservada. O caso acontece durante a pandemia da Covid-19, sendo os Estados Unidos o recordista em casos no planeta todo, com mais de 1 milhão e 400 mil, contando com quase 84 mil mortes.