Coronavírus » Pandemia

Idosa que sobreviveu à Gripe Espanhola luta contra o novo coronavírus

Lubica “Luby” Grenko, que nasceu no início da Primeira Guerra Mundial, completará 106 anos em agosto

Fabio Previdelli Publicado em 11/05/2020, às 13h21

Imagem ilustrativa de um teste positivo para coronavírus
Imagem ilustrativa de um teste positivo para coronavírus - Pixabay

Após superar a Gripe Espanhola, que matou milhares de pessoas ao redor do mundo entre 1918 e 1920 — entre elas sua irmã e sua mãe —, uma idosa de 105 anos luta agora contra a Covid-19.

Identificada pelo jornal Gallupe Idependent como Lubica “Luby” Grenko, a mulher que completara 106 anos em agosto está internada desde que foi diagnosticada em 29 de abril, na casa de repouso que vive em Gallup, Novo México, nos Estados Unidos.

A idosa nasceu antes no início da Primeira Guerra Mundial e, além da gripe espanhola, também sobreviveu a segunda grande guerra, a Grande Depressão e a outros surtos pandémicos, como o do H1N1.

Segundo a matéria, a gripe espanhola vitimou sua mãe, Marijeta Kauzlaric, que tinha 28 anos na época, e sua irmã mais nova de apenas um mês de vida, Annie Kauzlaric. Sua neta, Misty Tolson, disse que a avó se recorda da mãe entrando em um hospital e nunca mais saindo de lá.

Misty acredita que Lubica não tem dimensão atual do vírus, já que ela questionou: “Que diabos você tem?”, quando a neta foi visitá-la.

Coronavírus nos Estados Unidos

Até o momento, os Estados Unidos já registraram mais de 1.37 milhões de casos de pessoas infectadas, com 80.645 mortes. A atualização desses dados deve ocorrer na noite de hoje.