Coronavírus » Brasil

Insumos para produção das vacinas de Oxford/AstraZeneca devem chegar ao Rio de Janeiro neste sábado

Com a matéria-prima, será possível garantir 12,2 milhões de doses; a meta é que 100,4 milhões sejam entregues até julho

Giovanna Gomes, sob supervisão de Pamela Malva Publicado em 27/02/2021, às 11h00

Imagem meramente ilustrativa de vacina
Imagem meramente ilustrativa de vacina - Divulgação/Pixabay

O estado do Rio de Janeiro deve receber, neste sábado, 27, a matéria-prima necessária para a produção da vacina Oxford/AstraZeneca contra o Coronavírus. De cordo com o G1, tratam-se do segundo e terceiro lotes vindos da China para o Brasil. 

Com os insumos que partiram do país asiático na última quinta-feira, 25, será possível obter 12,2 milhões de doses do imunizante. As doses produzidas serão entregues ao Ministério da Saúde no mês que vem e, então, serão distribuídas por todo o país.

O Ingrediente Farmacêutico Ativo, que deverá chegar ao Aeroporto Internacional Tom Jobim, o Galeão, será utilizado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), cuja sede está localizada em Manguinhos, na Zona Norte da cidade. De acordo com a instituição, a partir do segundo semestre deste ano, a importação de insumos não será mais necessária, já que eles passarão a ser produzidos em solo nacional.

Ainda segundo a Fiocruz, a meta é que 100,4 milhões de doses do medicamento sejam entregues até o mês de julho, conforme prevê o "Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19", divulgado em dezembro do ano passado.