Coronavírus » Brasil

Lutava contra a Covid: Morre paciente que comemorou aniversário em hospital

Cenas viralizaram nas redes sociais e geram inúmeras polêmicas. Entenda!

Fabio Previdelli Publicado em 01/07/2021, às 17h00

Parte de vídeo de paciente comemorando aniversário em hospital
Parte de vídeo de paciente comemorando aniversário em hospital - Divulgação/ Arquivo Pessoal

Nos últimos dias, um vídeo viralizou nas redes sociais ao mostrar um paciente comemorando seu aniversário enquanto estava internado em uma ala para tratar da Covid-19. Entretanto, na última terça-feira, 29, a Inter TV, afiliada da Rede Globo, confirmou a morte do homem, de 58 anos, que não teve sua identidade revelada.  

Segundo informou O Globo, ele estava na Unidade de Pronto Atendimento, em Mossoró, no Rio Grande do Norte, e chegou a ser transferido para UTI do Hospital São Luiz, na mesma cidade, porém, não resistiu às complicações. 

No início do mês passado, as imagens de seu aniversário foram divulgadas nas redes sociais. Apesar do momento comovente, a cena gerou algumas críticas por dois motivos: o primeiro deles pelo fato de que, apesar do paciente usar uma máscara de oxigênio, ele tira o equipamento em determinado momento para soprar a velas, o que pode representar um grande risco para a propagação da Covid-19

O segundo ponto é que as velas foras acesas próximas a um balão de oxigênio, o que poderia ter causado um grande incêndio, já que o gás poderia entrar em combustão e fazer com que o volume das chamas fossem incontroláveis.  

Por conta disso, a Secretaria de Mossoró informou ao G1 que abriu investigações para apurar o caso e, ainda, afirmou que "a conduta mostrada nas imagens não condiz com os protocolos de biossegurança de enfrentamento à Covid-19 amplamente adotados pela pasta e que são válidos para as unidades de Saúde do município”. 

Sobre a Covid-19 

De acordo com as últimas informações divulgadas pelos órgãos de saúde, atualmente, o Brasil registra 18,6 milhões de pessoas infectadas, e as mortes em decorrência da doença já chegam em 518 mil no país.   

Em 1º de dezembro de 2019, o primeiro paciente apresentava sintomas do novo coronavírus em Wuhan, epicentro da doença na China, apontou um estudo publicado na revista científica The Lancet em fevereiro deste ano.   

De lá pra cá, a doença já infectou 182 milhões de pessoas ao redor do mundo, totalizando mais de 3,95 milhão de mortes, sendo mais de 518 mil delas apenas no Brasil, que está no aegundo lugar entre os países onde mais pessoas morreram por complicações da Covid-19.